Conteúdo

Cemitérios municipais de Santos têm movimento intenso e sem ocorrências

3 de novembro de 2019
10h 47

Flores e orações fazem parte das homenagens de milhares de pessoas que visitam os três cemitérios municipais de Santos (Filosofia, Areia Branca e Paquetá) no sábado (02), feriado do Dia de Finados. Até o final da manhã, não houve registro de ocorrências relevantes por parte da Guarda Civil Municipal, que atua com 15 profissionais em patrulhamento a pé e por viaturas e motos, nem da fiscalização de ambulantes ou das equipes socorristas de plantão em ambulâncias estacionadas em frente a cada necrópole.

Com a estimativa de receber 25 mil pessoas nos três cemitérios até 17h30, a Prefeitura preparou uma programação especial com celebrações religiosas e musicais. No Paquetá, o movimento foi intenso de manhã, também devido à missa que atraiu muitos frequentadores, como Vera Lucia Hero Freitas, de 64 anos. “É muito bom ter uma missa realizada aqui no cemitério, porque hoje é um dia especial e dedicamos nosso tempo para visitar os familiares que já se foram”.

ORIENTAÇÕES

Na entrada da necrópole, assim como nos outros dois cemitérios, agentes de combate ao mosquito Aedes aegypti, da Secretaria de Saúde, deram continuidade ao Projeto Finados, focado neste sábado na abordagem dos frequentadores que chegam com arranjos de flores, vasinhos e demais objetos com embalagens que possam acumular água. “A gente orienta as pessoas a descartarem o saco plástico na hora porque se chover a embalagem pode se tornar um foco de larvas. Também conversamos com os responsáveis pelos cemitérios para multiplicarem as informações preventivas”, explica o agente Vinícius Câmara.

Cleide Rittes, de 82 anos, foi uma das frequentadoras que entrou no cemitério e não precisou ser orientada porque chegou com as flores sem embalagem. “Tenho um vaso na campa de meus pais que fica com areia para evitar o acúmulo de água. Sempre tomamos esse cuidado porque a gente vem aqui para visitar nossos entes e não para ficarmos doentes”. Na segunda-feira (4), um mutirão com agentes de endemias percorrerá os três cemitérios para retirada de criadouros em potencial que tenham permanecido nestes locais.

Fotos: Isabela Carrari.

Galeria de Imagens

Familiares e amigos de falecidos percorrem alamedas dos cemitérios. #pracegover
Alamedas registraram grande fluxo de visitantes.
Agentes orientaram visitantes sobre riscos de focos do mosquito da dengue. #pracegover
Agentes de combate a endemias orientam visitantes.