Conteúdo

Cata-Treco retira mais de 37,3 mil toneladas de materiais das ruas 2017. Assista a vídeo

19 de março de 2018
13h 08

Exemplos de cidadania, os munícipes Luciano Andrade da Cruz, 44 anos, e Anderson Antony, 29, fazem a sua parte no que se refere à destinação correta de materiais volumosos e restos de entulho. Sempre que necessário, acionam o Cata-Treco, serviço gratuito oferecido pela Prefeitura para coleta de objetos como mesa, cadeiras, guarda-roupas, eletrodomésticos, restos de madeira, entre outros. Ano passado foram 37.372 toneladas recolhidas, segundo a Secretaria de Serviços Públicos (Seserp), que supervisiona o trabalho a cargo da Prodesan. O volume de fevereiro deste ano chegou a 3.034 toneladas.

O trabalho ocorre de segunda-feira a sábado, com dias e horários específicos nos bairros, e é feito mediante agendamento pelo telefone 0800 7708770, número que Luciano digita frequentemente. “Tenho uma pequena marcenaria que acaba gerando resíduos. Já que a Prefeitura disponibiliza o serviço temos que usufruir. Muita gente joga entulho nos latões de lixo orgânico”, disse ele, que recebeu o Cata-Treco na última sexta-feira (19), conforme solicitou.  

Anderson, que é técnico e instalador de baterias de carros, também utiliza o serviço rotineiramente. “Sempre ligamos para o Cata-Treco. Se não, gera multa. Se cada um fizer a sua parte já ajuda”, afirmou.

Conscientização

O Cata-Treco garante a limpeza das vias públicas, mas é preciso a conscientização da população para que não descarte o material inadequadamente, sem acionar o serviço, ressalta o chefe do Departamento de Serviços Públicos, Roberto Moyano Souza, da Seserp. “O munícipe deve descartar no dia e período programado, evitando que bueiros e canais fiquem obstruídos, potencializando o risco de assoreamento das galerias, principalmente em dias de chuva. Descartar incorretamente também gera impactos negativos ao meio ambiente”.

De acordo com ele, os bairros que mais acionam o serviço são Embaré e Aparecida. “A média é de 70 a 80 agendamentos por dia nesses locais. Em contrapartida, os bairros onde mais há descarte irregular desse tipo de material são Vila Mathias e Macuco”. Em média, os caminhões do Cata-Treco fazem de 16 a 18 viagens/dia, recolhendo, a cada vez, média de 16 toneladas. Todo o material vai para a estação de transbordo e, posteriormente, para o aterro sanitário.    

Agendamento – No agendamento é importante informar o volume e peso do material, pois há limitas devido à quantidade de viagens a serem feitas. Podem ser descartados móveis e utensílios domésticos, como cama, colchão, sofá, mesa, cadeira, entre outros, além de restos de entulho de obra limitado a 1m³, proveniente de pequeno reparo. Caso contrário, há necessidade da contratação de caçamba estacionária.

Denúncias

A Ouvidoria, Transparência e Controle registra denúncias de entulho despejado irregularmente. Infratores podem ser denunciados pelos telefones 0800-112056 (Ouvidoria) ou 153 da Guarda Municipal, responsável pela fiscalização. Proibido pelo Código de Posturas, o descarte irregular prevê multa a partir de R$ 500,00, que pode dobrar em caso de reincidência.

 

Confira a programação semanal do Cata-Treco

2ª feira

8h – Estuário, Piratininga, São Manoel, Alemoa, Morro do Saboó, Morro da Penha, Morro do José Menino e Morro do Marapé

13h – Boqueirão

3ª feira

8h – Santa Maria, Bom Retiro, Vila Belmiro, Valongo, Vila São Bento, Morro da Boa Vista, Morro do Pacheco e Morro São Bento

13h – Campo Grande

4ª feira

8h – Paquetá, Vila Nova, Centro e Castelo

13h – Marapé e Gonzaga (zona comercial)

5ª feira

8h – Rádio Clube, Vila São Jorge, Chico de Paula, Jabaquara e Vila Telma

13h – Pompéia, José Menino e Gonzaga (zonas comercial e residencial)

6ª feira

8h – Vila Mathias, Areia Branca e Gonzaga (zona comercial)

13h – Embaré e Aparecida

Sábado

8h – Caneleira, Saboó e Encruzilhada

13h – Morro da Nova Cintra, Macuco, Ponta da Praia e Gonzaga (zona comercial)

 

Fotos: Marcelo Martins

Galeria de Imagens

Funcionários da Terracom recolhem colchão da rua e colocam em trator. #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.