Conteúdo
Notícias

Carreata em Santos apela por inclusão de pessoas com autismo e síndrome de Down

Publicado: 24 de abril de 2021 - 13h09

Cerca de 40 carros enfeitados com bexigas coloridas circularam pela Ponta da Praia neste sábado (24), para sensibilizar e chamar a atenção para a inclusão social de pessoas com deficiência. Foi a 1ª Carreata da Conscientização do Autismo e Síndrome de Down, que saiu da Praça Almirante Gago Coutinho até o Aquário, voltando ao ponto inicial, onde até as 17h estão sendo arrecadados, em esquema drive thru, alimentos e produtos de higiene a serem encaminhados a famílias carentes.

Seguindo os protocolos de segurança para prevenção à covid-19, a realização foi do Grupo de Apoio às Mães dos Autistas (Gama) da Baixada Santista, formado por 230 mães, com apoio da Coordenadoria de Defesa de Políticas para a Pessoa com Deficiência (Codep) da Prefeitura. Também marcou presença a Associação Ond’Azul Rádio Táxi com carros da frota, que buscou famílias em vulnerabilidade para participar do evento, além de dois táxis adaptados.

Como o Dia da Síndrome de Down (21 de março) é próximo ao Dia do Autismo (2 de abril), o Gama decidiu unir as duas deficiências em carreata, explica uma das coordenadoras do grupo, Claudia Denise Charleaux de Freitas Abreu, mãe de jovem de 21 anos com autismo. “Queremos levar informação e conscientizar a população para que tenha um olhar diferenciado. Muitas pessoas com síndrome de down e autismo sofrem bullying e discriminação, o que acarreta dano psicológico severo. Isso atinge não só as pessoas, mas também as famílias. Costumo falar que a família inteira tem autismo. Ainda precisamos melhorar a inclusão das pessoas com algum tipo de limitação e a palavra de hoje é empatia”, disse ela.

Claudia ressaltou ainda a necessidade de voltar a atenção para o jovem e o adulto com autismo. “Eles estão dentro de casa porque não tiveram a oportunidade que as crianças têm hoje, quando há mais consciência e visibilidade”, acrescentou, lembrando que o evento atrela a causa a uma ação social nesse momento de pandemia.  

Para a coordenadora da Codep, Cristiane Zamari, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), “a união de ideais visa mostrar que todo mundo tem que ter o seu espaço social para o pertencimento. Isso agrega valor ao nosso Município e à população, que acaba tendo consciência das deficiências e é solidária a famílias carentes na pandemia”. O evento teve apoio da CET-Santos, Corpo de Bombeiros e empresas parceiras.

 

Galeria de Imagens

Mulher e jovem estão de costas caminhando em praça na direção do símbolo do autismo feito com bexigas coloridas. #paratodosverem
motorista de taxi e mulher do lado de fora do veículo seguram pacote com doações. #paratodosverem
Pessoas circulam em praça. A esquerda, uma mulher fotografa que está à frente do símbolo do autismo feito com bexigas coloridas.#paratodosverem