Conteúdo

Campanha de vacinação contra raiva animal pretende atingir 31 mil cães e gatos

27 de julho de 2001
0h 00

Começa na próxima quarta-feira (1/8) e se estende até o dia 25, a campanha de vacinação anti-rábica animal que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza anualmente. A meta é atingir 3l mil cães e gatos em todos os bairros da Cidade. A campanha vai mobilizar sete equipes da Sevicoz –Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses – trabalhando de terça a sexta-feira, das 8 às 14 horas, e aos sábados, das 8 às 16 horas. Esse tipo de campanha já acontece há 18 anos e não há notícias, nos últimos anos, de que tenha ocorrido casos de raiva no Município. No entanto, o controle deve continuar a ser feito, porque em vários municípios do Estado a raiva animal ainda aparece, infectando mamíferos, especialmente bovinos, eqüinos, suínos, cães, gatos, morcegos e outras espécies. Os morcegos hematófagos, cujo habitat é a zona rural, têm sido responsáveis por surtos de raiva em várias regiões do Estado, entre as quais o Vale do Ribeira. O cão, no entanto, é ainda principal a espécie transmissora da raiva ao homem, aparecendo em segundo lugar o morcego hematófago. A campanha de vacinação é uma das ações importantes no controle e prevenção da transmissão da doença. A Sevicoz faz também o trabalho de apreensão de animais que vagam pelas ruas e logradouros, além de um trabalho de conscientização junto à população para que cuide bem de seus animais domésticos, inclusive na velhice, não os abandonando em vias públicas, justamente quando eles precisam de maior proteção. Muita gente não sabe. Mas a Sevicoz mantém serviço de vacinação de animais em sua sede, Av. Nossa Senhora de Fátima, 375, a seção, destaca a importância da campanha a ser iniciada. VACINAÇÃO SIMULTÂNEA A campanha de vacinação vai ocorrer de forma simultânea em vários bairros, em 44 postos, de terça a sexta feira (das 8 às 14 horas) e também aos sábados (8 às 16 horas). É totalmente gratuita com uso de seringas descartáveis. Confira os locais de vacinação na primeira semana da campanha: Dia 1 – 4ª feira, das 8 às 14 horas - Sociedade de Melhoramentos Bom Retiro (Rua Ézio Testini, 299). Dia 2 (5ª feira – das 8 às 14 horas) ADC Eletropaulo- Jabaquara Av. Rangel Pestana, 384. Dia 3 (6ª feira, das 8 às 14 horas) Rua Santo Edésio – Vila Lindóia, próxima ao bar do Nico Mosteiro de Sãso Bento- Valongo Rua Visconde do Embaré com Rua São Bento. Dia 4 – sábado das 8 às 16 horas EMPG ¨Pedro Crescente¨, Jardim Rádio Clube Av.Brigadeiro Faria Lima s/n°. EMPG ¨Maria de Lourdes Benati¨- Jardim Castelo Rua Arthur Parsloe, s/n° S.P. Drops Clube – Campo Grande Rua Espírito Santo, 78. EEPG ¨Alzira Martins Lichti¨- Morro da Nova Cintra Rua Torquato Dias, 566 EEPG ¨Benevenuto Madureira¨- Jardim Santa Maria Praça Maria Coelho Lopes s/n° EEPSG ¨Andradas¨- Aparecida Rua Almirante Ernesto de Melo Júnior, 130. A RAIVA A raiva é doença incurável, fatal, causada por um vírus da família Rhabdoviridae, gênero Lyssavirus, que infecta mamíferos. É também um grave problemas de saúde pública, porque atinge o homem, colocando sua vida em risco. Por isso, é fundamental cuidar do cão, que ainda é o principal transmissor da raiva ao homem, mantendo a vacinação anti-rábica em dia. O cão é suspeito de estar raivoso quando fica diferente e passa a morder pessoas e objetos. Fica triste, procurando lugares escuros. Recusa alimento, não bebe água e apresenta dificuldade de engolir. Pode também ficar com paralisia das patas traseiras, como se estivesse descadeirado. Fica também de boca aberta e baba. Quando alguém for mordido ou arranhado por animal deve lavar o ferimento com água e sabão, procurar um serviço de saúde para orientação, e se for indicado tratamento não pode abandonar. Não se deve matar o animal agressor, no caso cão e gato, deixando-o em observação por 10 dias.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.