Conteúdo

Campanha contra a gripe começa com 4,3 mil vacinados em Santos. Confira os locais para receber a dose

23 de abril de 2018
17h 50

A campanha contra a gripe começou nesta segunda-feira (23) com 4.359 pessoas imunizadas em Santos (2.646 mulheres e 1.713 homens), sendo 70,6% de idosos. A Prefeitura oferece à população 28 locais para a imunização (veja lista abaixo), de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

A vacina é voltada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores da Saúde (serviços públicos e particulares), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e maiores de 60 anos.

Também para povos indígenas, professores, doentes crônicos e outras condições especiais (hipertensos e diabéticos), adolescentes e jovens em medidas socioeducativas (Fundação Casa – 12 a 21 anos), presos e funcionários do sistema prisional.

Já pessoas alérgicas a ovo e crianças menores de 6 meses têm contraindicação e não podem tomar a vacina. A dose protege contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B (Yamagata).

A pensionista Sonia Maria Quaresma, 70 anos, compareceu à Policlínica do Campo Grande para receber a sua dose. “Faço questão de vir todo ano. Acho importante me prevenir porque eu tenho bronquite”.

“Todo mundo diz que essa doença é perigosa, então achei melhor vir me vacinar”, relatou o aposentado Carlos Roberto Guarda, 64, pela primeira vez sendo imunizado contra a gripe.

Aguardando sua vez de ser protegida, na Policlínica do Gonzaga, a aposentada Evany Rose Silva, 77, garante que a vacina é uma boa opção. “Para mim, tem surtido efeito todo ano. Quando fico gripada, geralmente não é forte. Então, é algo que nos traz tranquilidade”.

PÚBLICO

O público alvo no Município é formado por mais de 129 mil pessoas e o Ministério da Saúde preconiza que pelo menos 90%, cerca de 116 mil pessoas, sejam cobertas pela imunização.

Para se vacinar é preciso apresentar documento de identificação com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças), além de crachá ou documento de identificação profissional (professores e trabalhadores da saúde e do sistema prisional) e declaração ou receita médica dos últimos três meses para comprovar a doença crônica ou condição especial. Se tiver, também é recomendado levar carteira de vacinação e Cartão SUS.

 

LOCAIS DE VACINAÇÃO

Orla  

Aparecida - Av. Pedro Lessa, 1.728

Campo Grande - Rua Carvalho de Mendonça, 607

Embaré - Praça Coronel Fernando Prestes s/nº

Gonzaga - Rua Assis Correia, 17

José Menino / Pompeia - Avenida Floriano Peixoto, 201

Ponta da Praia - Praça 1º de Maio s/nº

Centro/Área Continental

Conselheiro Nébias - Av. Conselheiro Nébias, 514, Encruzilhada

Vila Mathias- Rua Xavier Pinheiro, 284, Vila Mathias

Vila Nova - Praça Iguatemi Martins s/nº

Caruara - Rua Andrade Soares s/nº

Martins Fontes – Rua Luiza Macuco, 40, Vila Mathias

Monte Cabrão – Rua Principal s/n°

Zona Noroeste

Alemoa e Chico de Paula- Praça Guilherme Délius s/nº, Alemoa

Bom Retiro- Rua João Fraccaroli s/nº

Rádio Clube - Avenida Hugo Maia s/nº

São Manoel - Praça Nicolau Geraigire s/nº, São Manoel

São Jorge e Caneleira - Rua Francisco Ferreira Canto, 351, São Jorge

Castelo- Rua Francisco de Barros Melo, 184 -

Morros

Marapé - Rua São Judas Tadeu, 115

Nova Cintra - Rua José Ozéas Barbosa s/nº

São Bento - Rua das Pedras s/nº

Valongo - Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº, Saboó

Morro José Menino - Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77 A

Jabaquara – Rua Rangel Pestana, 475

Morro Santa Maria – Rua Um s/n°

Vila Progresso – Rua Três, casa 1 e 2, Vila Telma

Morro da Penha – Rua Três, 150

Monte Serrat - Praça Correa de Melo s/nº.

 

Fotos: Marcelo Martins

Galeria de Imagens

Homem é vacinado no braço #pracegover
Idoso olha pra cima enquanto é vacinado #pracegover