Conteúdo
Notícias

Bonde e bolsa do café são destaques em revista

Publicado: 1 de outubro de 2004
0h 00

A Linha Turística do Bonde e a Bolsa Oficial do Café, duas das mais importantes atrações do Centro Histórico de Santos, ilustram a capa da última edição (setembro) da revista Praia & Sol. A reportagem Resgatando a história ocupa quatro páginas e destaca os quatro anos de circulação do bonde, comemorado no último dia 23, e os seis anos da reinauguração da Bolsa. O texto resgata as histórias do bonde e de seu antigo motorneiro, José Soares Fontes, que durante 12 anos conduziu o veículo em uma época em que era o principal transporte de Santos. Atualmente, o ex-motorneiro integra o Projeto Vovô Sabe Tudo, atendendo o público e contando a história do bonde. De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo (Setur), mais de 280 mil passageiros já andaram de bonde desde a implantação da linha turística. O recorde aconteceu no primeiro semestre deste ano, com a marca aproximada de 60 mil pessoas, número que corresponde aproximadamente ao total de passageiros em 2003. O bonde já foi cenário para gravações de vários comerciais e programas de TV, com destaque para a minissérie Um só coração e matéria do Louro José para o programa Mais Você, ambas exibidas este ano pela Rede Globo. Para quem ainda não voltou aos velhos tempos ou para quem quer repetir a dose, a linha turística circula de terça a domingo, das 11 às 17 horas. Os passeios têm duração de 15 minutos e custam R$ 0,50, crianças e idosos não pagam. No trajeto, os visitantes têm acesso aos principais patrimônios históricos e culturais, tudo com explicações detalhadas de guias de turismo bilíngües. BOLSA DO CAFÉ Outra atração do Centro Histórico destacada na revista, o prédio da Bolsa Oficial do Café, abriga hoje o Museu do Café, que já foi o principal produto do desenvolvimento da Cidade. O texto ressalta a história da inauguração do espaço, suas atividades e a criação da Associação Centro Vivo, em 1994. Desde 1998, data da abertura para visitação, já foram registradas mais de 170 mil pessoas. O Museu dos Café, administrado pela Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda, funciona de terça a sábado, das 9 às 17 horas, e domingo, das 10 às 17 horas. O ingresso custa R$1,00. Aos domingos acontecem apresentações musicais, a partir das 15h30, com entrada franca.