Conteúdo
Notícias

Bonde Camarão e reboque passam por revitalização

Publicado: 2 de março de 2017
16h 05

Nas comemorações dos 108 anos do bonde elétrico em Santos, no próximo mês de abril, a linha turística da Prefeitura terá de volta duas de suas atrações: o bonde Camarão (prefixo 40) e o reboque n° 01. Os veículos passam por revitalização na oficina da CET, no Valongo, para melhorar aspectos estéticos e de segurança e conforto para os passageiros.

O Bonde Camarão, o segundo a integrar a linha turística a partir de 2002, está ganhando novas cores, sendo a metade superior verde claro e a outra parte inferior verde escuro. Antes da reforma, era vermelho e cinza, numa referência aos últimos bondes do Serviço Municipal de Transportes Coletivos (SMTC) que circularam até 1971, ano que o sistema foi desativado na Cidade.

“Agora estamos resgatando as cores do início da década de 1950, quando os bondes passaram da Companhia City para a SMTC. Além disso, em 1954 foi inaugurado o primeiro veículo fechado em Santos”, explica o engenheiro Marcos Rogério Nascimento, gerente de Manutenção e Serviços da CET.

Além da pintura, o bonde também vai ganhar novas janelas e chaparias, com instalação de sistema antirruído, e terá bancos, assoalhos e teto recuperados, revisão elétrica, entre outras melhorias.

Educativo

Outro destaque será o resgate das placas laterais na área externa, antigamente usadas para mensagens institucionais e de publicidade. O primeiro letreiro fará menção aos 108 anos do bonde elétrico em Santos, mas depois também será usado para campanhas educativas e de saúde.

O bonde Camarão também ganhará novo sistema de som adquirido pela Secretaria de Turismo por meio de emenda parlamentar. Já o reboque 01 passa por serviço periódico de recuperação dos frisos das rodas para evitar descarrilamento.

Equipe Especializada

Todo o trabalho de reforma e revitalização dos bondes contou com 10 profissionais da equipe especializada de restauração da CET, entre carpinteiros, pintores, funileiros, eletricistas e mecânicos.

Foto: Francisco Arrais