Conteúdo

Boa estrutura da cidade atrai cada vez mais visitantes

9 de junho de 2004
0h 00

Os investimentos em atrativos para os turistas já apresentam bons resultados. Os números da maior agência de viagens do país, a CVC, apontam crescimento de 40% nas viagens para Santos, segundo o diretor da empresa, Walter Patriani. Os dados positivos também são sentidos pelo Santos Região Convention & Visitors Bureau (SRC&VB). O órgão já registra mais eventos de turismo de negócios do que em relação ao ano passado. Para este ano, a estimativa é de que feiras, congressos e convenções tragam mais de 114.000 pessoas a Santos. De acordo com Patriani, a explicação para o crescimento das vendas com destino a Santos é a boa infra-estrutura da Cidade. Segurança e opções de lazer diversificadas são os fatores apontados pelo diretor da CVC como o diferencial que o Município oferece aos visitantes em comparação às outras cidades. Santos dá mais opções ao turista, de dia ou de noite. Aspectos como comércio variado, facilidade de acesso e qualidade dos hotéis e restaurantes foram avaliados positivamente pelos próprios turistas na pesquisa feita durante o Carnaval 2004, realizada pela Estação do Turismo, em parceria com a Secretaria de Turismo (Setur). Para o diretor de captação de eventos do SRC&VB, Marcelo Pedroso, as estatísticas indicam que Santos está cada vez mais adequada às exigências do turismo. O mercado está nos vendo como um bom destino, por isso a tendência é crescer. Pedroso afirma que a imagem positiva da Cidade também é ressaltada com a realização de grandes eventos no campo do turismo de negócios. EM CRESCIMENTO Santos ganha cada vez mais espaço no mundo dos negócios. Desde a inauguração do ´Mendes Convention Center´, Santos é a terceira cidade no ranking de turismo de negócios do Estado de São Paulo, ficando atrás somente de São Paulo e Campinas. A segunda pista da Rodovia dos Imigrantes também é outro facilitador para o empresário procurar Santos como palco para seus negócios, tornando a viagem mais rápida e segura. A movimentação de feiras e congressos também reflete na ocupação da rede hoteleira. No Atlântico Hotel, o turismo de negócios traz mais hóspedes durante o ano. No Indaiá, a hospedagem mensal gira em torno de 60%. Outro destaque é a inauguração do ´World Trade Center´, um clube de negócios, ligado a mais de 300 cidades no mundo inteiro, que depois de inaugurado incrementará o Centro Histórico, trazendo mais movimentação de recursos para a Cidade. De acordo com o SRC&VB, Santos receberá 20 eventos, sendo 13 no ´Mendes Convention´. Nos últimos dois anos, mais de 200 eventos foram realizados no local. Para 2005, estima-se um crescimento ainda maior, devido à ampliação do número de leitos, com a chegada de novos hotéis e flats na Cidade. O grupo Accor, do ramo de flats e hotéis, é um deles. Presente em mais de 90 países, a empresa decidiu trazer duas de suas marcas, o Parthenon e o Ibis, para atender à demanda crescente de flats de luxo e hospedagem econômica. Segundo Pedroso, o turismo de negócios gera um impacto maior ao de lazer, valorizando a infra-estrutura turística e gerando mais receita. Um turista de lazer gasta em média R$ 90,00 e o de negócios e eventos, em média R$ 150,00. Por isso, relacionar os eventos a passeios históricos e roteiros gastronômicos é essencial para o fortalecimento do setor em geral. Com o desenvolvimento do turismo de negócios, a imagem de Santos ganha destaque no meio turístico e na mídia; o número de empregos diretos e indiretos aumenta, gerando também renda e impostos; diminui a sazonalidade do turismo, abastecendo a infra-estrutura técnico-turística de oferta durante os considerados nove meses (março a novembro); o gasto médio do turista de eventos e o tempo de permanência na Cidade são bem maiores do que o turista de lazer, entre outros benefícios.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.