Conteúdo
Notícias

Bike Santos ultrapassa 3,2 milhões de viagens

Publicado: 25 de maio de 2021
11h 55

VEJA COMO FUNCIONA

 

Santos é uma das poucas cidades brasileiras a oferecer o serviço de uso compartilhado de bicicleta. Mais que opção de lazer, desponta principalmente como alternativa importante para auxiliar na mobilidade urbana, com qualidade ambiental, e se mantém ativa mesmo em tempos pandemia.

Implantado pela Prefeitura em 2012, o Bike Santos está consolidado e registrou mais de 3,2 milhões de viagens somadas até o ano passado. Apenas nos últimos quatro anos, foram pouco mais de 1,8 milhão. A linha ascendente foi interrompida por conta do surgimento da crise sanitária provocada pelo coronavírus, que impôs à população em geral o "fique em casa" para evitar a propagação do contágio, levando inclusive a adoção do trabalho home office para milhares de trabalhadores.

ECONOMIA

Não por acaso, o sistema terminou o primeiro ano da pandemia com pouco mais de 370 mil, contra quase 600 mil em 2019. Nesse momento também de crise financeira, a economia gerada com o uso das bicicletas compartilhadas favorece aqueles que voltaram ao trabalho presencial. O passe diário para dispor do serviço (várias viagens de até 45 minutos cada e 15 minutos de intervalo entre cada), por exemplo, sai a R$ 5,52.

O publicitário Diogo Baccarat faz deslocamentos diários com as bikes e considera que o custo/benefício é realmente vantajoso, entre outros ganhos da opção. Além dos santistas, moradores de outras cidades da região também se beneficiam.

"A localização das estações em pontos estratégicos é um facilitador para a circulação de pessoas residentes em outros municípios", avalia a estudante Isadora de Alcântara, de Guarujá, que regularmente vai e voltar da faculdade, situada no Boqueirão, pedalando em bicicletas do programa.

 

SAIBA COMO FUNCIONA

Sob o gerenciamento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e operado pela empresa Serttel Soluções em Mobilidade e Segurança Urbana, o Bike Santos tem patrocínio da Unimed-Santos. Funciona com 370 bicicletas distribuídas em 37 estações localizadas em diferentes pontos da Cidade. Para utilizar as bicicletas é preciso se cadastrar pelo aplicativo Bike Santos ou pela internet e fazer a opção para compra de passes – formalizada por meio de cartão de crédito. O passe diário custa R$ 5,52.

Há, ainda, assinatura anual por R$ 8,28/mês (validade de 12 meses); semestral a R$ 9,20/mês (validade seis meses) e a mensal R$ 11,04 (validade um mês). O cartão transporte pode ser utilizado para liberação da bicicleta, desde que devidamente cadastrado no site.

O sistema para retirada de bike funciona diariamente, incluindo sábados, domingos e feriados, das 6h às 22h. Já a devolução pode ser até feita até as 23h. Não há limite de viagens por dia, porém é necessário respeitar o tempo máximo de cada passeio, que é de 45 minutos, com intervalo de 15 minutos entre cada passeio.

Fotos: Susan Hortas

Galeria de Imagens

mulher retira bicicleta de estação #paratodosverem
pessoas de bicicleta na ciclovia #paratodosverem
mulher de bicicleta na ciclovia #paratodosverem
mulher retira bicicleta de estação #paratodosverem
rapaz retira bicicleta de estação #paratodosverem