Conteúdo

Bicos e mamadeiras terão advertências no rótulo das embalagens

18 de março de 2002
0h 00

Os bicos, chupetas e mamadeiras estão na mira da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Preocupada com a importância do aleitamento materno, a instituição vai obrigar fabricantes destes produtos a colocar nos rótulos das embalagens a seguinte advertência: O Ministério da Saúde informa: a criança que mama no peito não necessita de mamadeira, bico ou chupeta. O uso da mamadeira, bico ou chupeta prejudica a prática do aleitamento materno. A medida valerá por 45 dias para apreciação da sociedade, através da Consulta Pública nº 21. Caso aprovada, se tornará uma legislação definitiva. A propaganda de chupetas, mamadeiras e bicos em qualquer meio de comunicação também está proibida, assim como, estratégias promocionais para induzir a venda no varejo. Essas medidas fazem parte da proposta de regulamentação da Anvisa em estabelecer procedimentos de segurança, controle sanitário, rotulagem e marketing dos produtos. A norma atende as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e serve de alerta aos pais, que devem ficar bem informados sobre o uso correto dos produtos. De acordo com a equipe de Aleitamento Materno da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a determinação da Anvisa é extremamente importante e será um reforço às mães, sobre os perigos e danos à saúde que podem acarretar os bicos, chupetas e mamadeiras na fase da amamentação. Até os seis meses de idade, o leite no peito deve ser a alimentação exclusiva da criança e não pode ser substituído por nenhum meio ou produto. Na Cidade, diversas ações estão voltadas à conscientização do aleitamento materno e do uso dispensável de chupetas e mamadeiras, até os seis meses de idade. No ano passado, 600 mães receberam um certificado da SMS como prova de que amamentaram seus filhos, no peito, de maneira exemplar.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.