Conteúdo

Balanço em diversos setores comprova sucesso do carnaval santista de 2003

6 de março de 2003
0h 00

O Carnaval de 2003 foi um dos mais animados e também um dos mais tranqüilos dos últimos anos, comprovando que Santos foi uma excelente opção tanto para quem pretendia descansar como para aqueles que buscavam muita folia. Embora tenha recebido mais de 450 mil turistas (20% a mais que em 2002), os índices de segurança na Cidade foram os mesmos em vários quesitos e registraram significativa melhoria em outros. Foram menos furtos de veículos, extorsões, tentativas de roubo, perturbação de sossego, entre outros itens. E, o mais importante, no período de 28 de fevereiro a 04 de março, a Polícia Militar não registrou um único caso de homicídio em todo o Município. A movimentação nos prontos-socorros também foi pequena, chegando a surpreender a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com médias inclusive menores que em outros períodos. Cada uma das três unidades realizou cerca 370 atendimentos/dia, a maioria consultas ambulatoriais e casos sem gravidade. De sábado a quarta, a rede municipal de Saúde prestou 5.543 atendimentos. TURISMO A rede hoteleira santista também não tem do que se queixar. A taxa de ocupação chegou aos 95%, atingindo os 100% em alguns estabelecimentos, índices 30% maiores do que no Carnaval de 2002. O bom tempo, a infra-estrutura oferecida pela Cidade a visitantes de todas as idades e a facilidade de acesso, graças a nova pista da Rodovia Imigrantes são apontadas como as principais causas para tanto movimento. O equipamento turístico mais visitado foi o Aquário Municipal. Mais de 6.800 pessoas foram conferir as belezas do mundo aquático durante os quatro dias de folia. O Orquidário também registrou boa procura: 3.270 visitantes. O Centro Histórico foi uma boa alternativa para quem foge do agito. O Bonde Turístico, o charme do bairro, levou mais de 860 pessoas para uma viagem no tempo. A Setur registrou bom movimento também na Linha Conheça Santos. Mais de 400 pessoas aproveitaram o feriado para conhecer melhor a Cidade. Os postos de informações espalhados em pontos estratégicos de Santos funcionaram a todo vapor. O mais movimentado neste Carnaval foi o da Rodoviária, com 177 atendimentos. O Bonde do Gonzaga, também muito procurado, prestou atendimento a 122 pessoas. EVENTOS Mas não foram só os passeios turísticos que atraiu quem escolheu Santos para passar o feriado. Os eventos carnavalescos gratuitos promovidos pela Prefeitura levaram verdadeiras multidões a bailes e desfiles de bandas. A maior concentração de pessoas foi registrada na estrutura armada na praia do Gonzaga. No Carnabanda, a animação de 12 grandes bandas contagiou nada menos do que 26 mil pessoas . E nos mesmos quatro dias, no mesmo local, os gritos populares de carnaval receberam mais de 30 mil pessoas. As cinco tendas, quatro na orla e uma no Jardim Botânico, tiveram uma freqüência média diária de 7.500 pessoas em seus bailes populares, sendo que o espaço da Zona Noroeste foi especialmente dedicado às crianças, em matinês bastante concorridas. Além disso, os desfiles de bandas em diversos bairros da Cidade contaram com a participação de milhares de pessoas ao longo de vários dias, antes mesmo das datas oficiais do carnaval. Em todos os eventos, além da possibilidade de se divertir sem gastar nada e em um clima saudável, os santistas e turistas puderam ainda desfrutar de excelentes condições de segurança, graças ao trabalho conjunto realizado pela Guarda Municipal e polícias Civil e Militar. PROGRAMAÇÃO O espaço destinado à Liga Verão e as tendas da orla e Zona Noroeste encerraram suas atividades na última terça, mas ainda é possível aproveitar outras atrações da temporada. Um bom programa são as exposições, com entrada gratuita, realizadas das 9 às 21 horas na Praça Paulo Viriato Correa da Costa (Boqueirão). Até hoje (7) estão no local vídeos, fotos e informações sobre os roteiros ecoturísticos de Santos e também uma mostra sobre os antigos bondes santistas. A partir de amanhã (8) e até o dia 23, entra em cena a exposição "Santos, uma viagem - 100 anos de postais", com cartões postais antigos e recentes. Amanhã (8), é ainda o último dia para quem quer aproveitar os serviços e atividades do projeto Verão com Segurança, no Embaré. Hoje (7), termina o prazo para quem pretende solicitar a 1ª via da carteira de identidade (RG). A Polícia Civil pede também que quem não foi buscar seu documento compareça ao local até sábado, já que depois disso todos os RGs serão encaminhados ao Palácio da Polícia. A partir de então, se não forem retirados em 30 dias, serão destruídos. Também hoje, das 14 às 18 horas, acontece a última exposição da Polícia Ambiental no local. Amanhã, das 14 às 18 horas, haverá verificação de pressão arterial e orientações do Serviço de Controle de Zoonoses (Sevicoz), prevenção à dengue e à DST/Aids e oficinas de desenho e pintura. Nos dois dias continua funcionando o espaço de leitura, o atendimento do Cidoc e a emissão de carteiras de trabalho. LIXO O grande movimento registrado durante os feriados de carnaval se refletiu também no aumento da quantidade de lixo gerado na Cidade, especialmente pelos banhistas e freqüentadores noturnos das praias. Entre sábado (1º/3) e quarta-feira de cinzas (5), a Terracom - concessionária dos serviços de limpeza urbana - recolheu 427,14 toneladas de detritos provenientes da limpeza da faixa de areia, jardins, calçadas, praças de alimentação (quiosques), tendas onde ocorreram bailes e a área externa em volta do Carnabanda 2003, no Gonzaga. Essa quantidade de lixo representou um aumento de 37,61% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram produzidas 310,40 toneladas, entre os dias 9 e 13 de fevereiro. O mais expressivo aumento foi verificado no material recolhido nas calçadas dos jardins da orla, quase o dobro do acumulado no Carnaval de 2002. Mais precisamente, os caminhões da empresa transportaram 131,04 toneladas, no último dia 3, cerca de 86,96% superior às 70,09 toneladas coletadas no ano anterior. Tamanho acúmulo acabou gerando atraso na limpeza, na segunda-feira de Carnaval, quando as 21 equipes que desenvolvem 13 tipos diferentes de limpeza tiveram de retirar a sujeira gerada durante a tarde e a noite de domingo (2) e na manhã daquele mesmo dia. Num demonstrativo rápido, o lixo recolhido das praias santista durante o Carnaval do ano passado registra os seguintes volumes: dia 9 de fevereiro, 47,38 toneladas; dia 10, 60,70 ton.; dia 11, 70,09 ton.; dia 12, 73,12 ton. e dia 13, 59,11 ton. Neste ano, as planilhas de controle de pesagem na área de transbordo, na Alemoa, identificaram valores superiores em quatro dos cinco dias de coleta: dia 1º de março, 59,25 toneladas, representando aumento de +25%; dia 2, 51,67 ton., diminuição de 14,87%; dia 3, 131,04 ton., + 86,96%; dia 4, 89,93 ton., + 22,99% e dia 5, 95,25 ton., + 61,14%.