Conteúdo

Artista pernambucano J. Borges conta em Santos sua trajetória

30 de julho de 2019
17h 52

Com mais de sete décadas de produção artística e uma trajetória intensa na cultura popular brasileira, incluindo poesia, literatura de cordel e xilogravura, o artista pernambucano J. Borges estará neste sábado (3), no Teatro Guarany, às 15h, para falar de sua carreira. O evento, que integra a programação da 'Ação do Coração' (instituída em Santos pela lei nº 2.884), também inclui apresentação do Maracatu Quiloa.

Nascido em 1935 na cidade de Bezerros, a cerca de 100 Km do Recife, J. Borges foi oleiro e também criou brinquedos. Mas, através do encontro com a palavra, tudo começou. José Francisco Borges é, antes de tudo, um poeta do sertão, contador de histórias e inventor de causos do cotidiano nordestino. Desde cedo sabia que sua missão e realização estavam na literatura de cordel. Sua obra 'Encontro de dois vaqueiros no sertão de Petrolina' vendeu mais de cinco mil exemplares e colocou seu nome na cena dos artistas mais importantes na produção de arte popular brasileira.

A ideia de entalhar a madeira para criar as xilogravuras veio depois. O artista colocou as mãos a serviço da imaginação e, de autor, passou também a ilustrador. Já apresentou seu trabalho em exposições na França, Espanha, Estados Unidos, Venezuela, Alemanha e Suíça. O grande escritor Ariano Suassuna o considerava o melhor gravador popular do Nordeste. Hoje, suas xilogravuras são impressas em grande quantidade, em diversos tamanhos, e vendidas a intelectuais, artistas e colecionadores de arte pelo mundo. O apoio é da Secretaria Municipal de Cultura. O Guarany fica na Praça dos Andradas, 100 (Centro Histórico). Entrada franca.

 

MARACATU QUILOA

 

Aproveitando o clima pernambucano, o evento também contará com a apresentação do Maracatu Quiloa, grupo santista fundado em 5 de outubro de 2003. O Quiloa fomenta as artes com pesquisas, estudos, intercâmbios e produção cultural. Produz, desde 2006, a Mostra de Arte e Cortejo Quiloa, além de diversas atividades de formação cultural. Mantendo fortes ligações com a Nação do Maracatu Encanto do Pina e com a Nação do Maracatu Porto Rico, ambas pernambucanas, o grupo é o primeiro maracatu de fora de Pernambuco a participar dos carnavais de Recife e Olinda.

 

AÇÃO DO CORAÇÃO

 

A Ação do Coração, idealizada pelo ator Alexandre Camilo, é um movimento para a doação de amor, carinho e respeito ao próximo. A primeira edição aconteceu em 2 de agosto de 2012, na Praça Mauá, com participação de 26 mil pessoas e quase 60 mil corações artesanais arrecadados e doados. Em Santos, o dia 2 de agosto figura no calendário oficial da cidade como 'Dia da Ação do Coração', instituído pela Lei Municipal nº 2.884 de 19 de dezembro de 2012.