Conteúdo
Notícias

Aquário de Santos promove ação educativa e ensina a fazer compostagem

Publicado: 14 de janeiro de 2022 - 17h40

Um passeio que se transforma em aprendizado e proteção para o meio ambiente. Uma ação educativa promovida pelo Aquário de Santos, nesta sexta-feira (14), apresentou aos visitantes a importância de se aproveitar resíduos sólidos orgânicos produzidos ao preparar uma saladinha,  um suco ou outra refeição do cardápio diário. Ensinou também o segredo para transformá-los em compostagem, reduzindo a geração de lixo e beneficiando os recursos ambientais.

“O nosso objetivo é sensibilizar as pessoas e orientá-las sobre como podem aproveitar, por exemplo, as cascas de alimentos que habitualmente seriam descartadas, às vezes, de qualquer forma, e transformá-las em húmus e biofertilizantes através do processo de compostagem”, diz a chefe da Unidade de Educação Ambiental do Aquário, Edna Gois.

Os participantes ainda tiveram explicações para montar uma composteira simples, sem a necessidade de gastar muito, em qualquer cantinho da própria casa. Potinhos de sorvete, por exemplo, e alguns ingredientes a mais já são suficientes para iniciar o processo, explica a estagiária da Unidade de Educação Ambiental, Júlia Ferreira dos Santos Domingos.

“Com, pelo menos, duas caixinhas, restos de cascas de alimentos picados, um pouco de terra para jardim (que venha com minhoca) e serragem (pode ser a de hamster) já é possível começar”. Basta empilhar os potes e fazer furos no fundo do primeiro. Depois coloque os produtos. “O primeiro pote funcionará como caixa digestora e o segundo, como coletora do biofertilizantes”, acrescenta Júlia.

DICAS

Fique atento às dicas. Não são todos os resíduos que devem ser destinados à composteira. “Restos de carnes e alimentos cozidos não podem. Cascas de frutas cítricas têm de estar secas, caso contrário prejudicam a compostagem. Casca de ovo, borra de café, restinhos de frutas, desde que não cítricas, estão liberados”, avisa Edna. 

A professora de História, Gabriela Ferrinho, 36 anos, veio de Limeira, no Interior do Estado, passar férias no Município e descobriu a atividade durante o passeio ao Aquário. 

“Meu marido trabalhou ano passado em uma escola que tinha horta e já atuava com compostagem. Então, quando a gente viu a atividade, ficamos interessados, principalmente ele, porque eu ainda não conhecia e achei muito interessante saber reutilizar aquilo que a gente considera como lixo”.

Segundo ela, a novidade vai representar mudanças na rotina de cuidados do jardim da casa dela. No local, a família cultiva várias espécies de plantas, que agora terão um tratamento diferenciado. “Ganhei o biofertilizante e vamos usar, com certeza”.

Quem ficou interessado pode aproveitar a próxima ação educativa sobre compostagem e resíduos sólidos orgânicos que está marcada para o dia 28 e ocorre, das 14h às 16h, sem necessidade de inscrição. O parque fica na Praça Luiz La Scala s/nº, Ponta da Praia.

Galeria de Imagens

orientadora segura caixa de compostagem com serragem. Ao lado há uma mesa com frascos de biofertilizantes. #paratodosverem
Atividade se repetirá dia 28, sem necessidade de inscrição - Fotos: Marcelo Martins
sala de atividade do aquário com pessoas sentada e em pé acompanhando as orientações. #paratodosverem
Atividade se repetirá dia 28, sem necessidade de inscrição - Fotos: Marcelo Martins