Conteúdo

Após ser repaginada, rodoviária de Santos ficará mais moderna e confortável

27 de dezembro de 2019
17h 33

Ilustração do futuro terminal rodoviário de Santos

 

Conforto e funcionalidade, seguindo conceitos de rodoviárias contemporâneas do Brasil. Estes são os principais objetivos da reforma do Terminal Rodoviário de Santos, que deve começar em janeiro, ao custo aproximado de R$ 10 milhões.

O espaço de 7.800 metros quadrados passará por intervenções gerais. Com o término dos trabalhos, previsto para julho, a rodoviária estará fechada e climatizada, proporcionando mais comodidade para quem espera pelo embarque. Atualmente, são cerca de 300 partidas e embarque médio de 4,5 mil passageiros por dia.

“É uma reforma bem ampla, que vai colocar o local como um grande polo de mobilidade urbana do Centro”, frisa o arquiteto da Prodesan, Carlos Prates.

Duas salas vips com ar-condicionado serão instaladas para os passageiros que farão viagens interestaduais. Para percursos mais curtos, os usuários terão cadeiras mais confortáveis. Os banheiros serão reformados e haverá novos espaços para deficientes e fraldários.

Uma área central de circulação monitorada, além de praça de alimentação com lanchonetes, mesas e cadeiras, caixas eletrônicos, lojas de suvenir, guarda-volumes, carregadores para celular e setor de achados e perdidos também estão previstos no projeto. Um jardim interno com plantas tornará o ambiente mais aconchegante e agradável.

As 13 baias atualmente destinadas aos ônibus serão mantidas. “Hoje são 15, mas duas não podem ser usadas por conta da altura, já que os ônibus estão mais altos. Elas serão conservadas para ambulâncias, manutenção ou para a própria CET (que administra o equipamento)”, explicou Prates.

A área das baias terá a cobertura ampliada e os conflitos na faixa de circulação de passageiros que embarcam e desembarcam deixarão de existir. Com o aumento da cobertura, os usuários estarão mais protegidos da chuva quando utilizarem os bagageiros dos ônibus. Os pontos de venda de passagens estarão agrupados em um único setor.

“Outra mudança será a entrada da rodoviária. Só haverá uma principal e controlada, em substituição às atuais três ou quatro”. Câmeras de monitoramento estarão interligadas ao CCO (Centro de Controle Operacional. 

 

PAINÉIS INFORMATIVOS

 

Uma importante mudança com a reforma da Rodoviária serão os painéis de led com informações e mensagens necessárias aos passageiros. Os monitores apresentarão horários de chegada e partida e destino dos ônibus, inclusive com identificação sonora, também bilíngue. Também haverá equipamentos nas salas VIP.

“A rodoviária se tornará uma grande área onde a pessoa poderá permanecer com mais conforto desde que comprar a passagem. Poderá ir à praça de alimentação, ao caixa eletrônico, ao banheiro, comprar em uma loja. Será uma reviravolta”.

Os recursos serão obtidos por meio de Termos de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras ou Compensatórias (Trimmcs) fechados entre os últimos dias 19 e 20. Um deles, assinado com a Elevações Portuárias Ltda em função de regularização de terminal portuário, no valor de R$ 8 milhões, prevê a reforma.

 

50 ANOS

 

A Estação Rodoviária de Santos Jaime Rodrigues Estrela Jr. Completa 50 anos no próximo dia 29. Ela foi inaugurada pelo então interventor federal em Santos, general Clóvis Bandeira Brasil e construída e administrada pela Prodesan. Em 1993, passou para a Secretaria Municipal de Transportes. Desde 1995, é administrada pela CET.