Conteúdo
Notícias

Alunos da rede municipal têm tarde especial de aprendizagem no Jardim Botânico de Santos

Publicado: 11 de novembro de 2021 - 15h39

Uma tarde diferente de aprendizagem no Jardim Botânico Chico Mendes, na Zona Noroeste. Foi assim a quarta-feira (10) de mais de 45 alunos, de 7 e 8 anos, da escola municipal Gota de Leite. Eles participaram do projeto "Meio Ambiente em Movimento", uma parceria entre Secretaria de Educação (Seduc) e Secretaria de Meio Ambiente (Semam).

O objetivo do projeto é fazer com que os alunos da Rede Municipal possam aprender a importância da preservação, principalmente da nossa flora e ainda participar de atividades divertidas, por meio de um circuito sensorial.

Primeiro, os alunos fizeram uma visita monitorada ao parque, juntamente com o Victor Nagib, chefe da Seção de Educação Ambiental do Jardim Botânico. As crianças puderam ver a árvore que dá nome ao País, o pau-brasil, e outras espécies importantes que compõem a coleção botânica do parque. "O objetivo é praticar a educação ambiental. Mostramos as espécies da nossa flora e fazemos o gancho também com a fauna, porque é importante você preservar a flora, para que haja a preservação da fauna também", explicou Victor.

CIRCUITO SENSORIAL

A segunda parte do estudo é feita no Circuito Sensorial, montado no primeiro parque municipal acessível da Cidade. No local, é possível promover descobertas por meio do tato, audição, olfato e visão de cada criança. "O objetivo é reforçar as noções básicas de cor, tamanho, formas e quantidades, numa experiência direta com os elementos do ambiente. Além disso, eles puderam participar de duas vivências em modalidades paralímpicas: o tiro ao alvo e a malha de canaleta" contou Aldemir de Lima, professor da Seção de Projetos Educacionais das Seduc.

ATIVIDADE ESCOTEIRA

Depois, as crianças foram conduzidas para uma atividade escoteira de divulgação do projeto "Aluno sempre alerta”, coordenado pela professora Márcia Amélia Fonseca de Almeida. Segundo ela, o projeto é desenvolvido no Jardim Botânico desde 2017, numa parceria entre a Seduc e a Semam. "Aqui nós proporcionamos para as crianças experiências do movimento escoteiro, tais como primeiros socorros, vida prática, experiências com a vida ao ar livre, com a horta. É um lugar privilegiado, ideal para este movimento”.

APRENDIZADO

A professora Érika Dorante Soares contou que essa foi a primeira vez que elas trouxeram as crianças ao parque. “O interessante é que a gente trabalhou a evolução das plantas com as turmas e hoje estamos vendo isso de perto. Eles estavam super ansiosos para vir, porque é um aprendizado fora da escola, um estudo do meio e nessa vivência eles aprendem bastante e relembram os conteúdos abordados em sala de aula", comentou.

ALUNOS APROVAM

Sarah Jesus Mioto, de 7 anos, depois de participar da atividade sensorial com os pés, disse que gostou muito da visita ao Jardim Botânico. "Eu gostei da parte de sentir o que estava nos meus pés. Não conhecia o lugar, conheci o pau-brasil, a árvore do dinheiro e achei o parque muito legal".

A aluna Millena Pires dos Santos Stank, de 8 anos, disse que a experiência sensorial foi a mais marcante. "Gostei das folhinhas que tem cheiro (eucalipto). Quero voltar com meus pais e minha irmã mais velha", contou.

Bernardo Lopes Guglielmino, de 8 anos, adorou participar da atividade do movimento escoteiro. "Eu adorei a parte dos escoteiros, foi muito legal, eu fiquei muito emocionado, porque eu pude arriar a bandeira do Brasil na atividade. Foi a parte que eu mais gostei", disse.

A atividade no parque terminou com um piquenique. O Projeto "Meio Ambiente em Movimento" teve início em 2021, após a pandemia, e já recebeu alunos de cinco escolas da rede municipal. Outras quatro escolas já estão inscritas para participar do projeto: Andradas l, Lobo Viana, Gota de Leite, Waldery de Almeida e Leonor Mendes de Barros. As demais escolas de Educação Infantil e de Ensino Fundamental podem se inscrever entrando em contato com a Seção de Projetos Educacionais Especiais – Seproje. 

 

 

Galeria de Imagens