Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Conteúdo
Página

Prevenção ao Câncer Bucal

Publicado: 25 de outubro de 2023 - 9h31
Atualizado: 25 de outubro de 2023 - 9h31

O que é o câncer de boca?

São tumores malignos que podem se desenvolver em diferentes regiões da cavidade oral, como boca, garganta, lábios, língua, palato (céu da boca), gengiva, glândulas salivares, amígdala e assoalho da boca (embaixo da língua).

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é de que o Brasil tenha 15.100 casos por ano até 2025.

 

Quais são os sinais e sintomas?

O câncer de boca geralmente aparece com uma úlcera, uma ferida que no início não dói, mas não cicatriza. Pode aparecer também no formato de caroços, áreas dormentes, inchaços, sangramentos, dores e manchas coloridas na parte interna da boca  ou lábios.

Feridas na boca que não desaparecem em até 21 dias, devem ser examinadas pelo cirurgião-dentista ou médico.

 

O que causa o câncer de boca?

Os principais fatores para a doença são tabagismo, consumo de álcool (o tabagismo e o consumo de álcool somados podem aumentar o risco do desenvolvimento da doença em mais de 30 vezes), falta de higiene oral, alimentos pobres em vitaminas e minerais, principalmente em vitamina C, exposição ao sol, histórico familiar e prótese mal adaptada ou quebrada.

70% dos casos ocorrem em indivíduos com mais de 50 anos.

 

Como é feito o diagnóstico?

O cirurgião-dentista pode fazer o diagnóstico por meio de uma biópsia, mas a maneira mais eficaz de detectar a doença é o autoexame, uma técnica que a própria pessoa pode aplicar. A maioria dos casos são diagnosticados tardiamente.

 

Como fazer o autoexame?

Na frente do espelho, observe os lábios, averigue o céu da boca, a língua (observando as laterais também), o assoalho (região embaixo da língua), a bochecha e, por último, apalpe o pescoço e embaixo do queixo. Caso observe alguma alteração, procure a policlínica mais próxima para relatar o problema ou a UPA.

 

Onde buscar ajuda em Santos?

Todas as policlínicas da Prefeitura Municipal de Santos estão de portas abertas para a prevenção, orientação e diagnóstico do câncer bucal. Se você ou alguém que conheça estiver com alguma alteração na cavidade bucal, procure a unidade de referência e relate o caso.

 

Como é o tratamento?

Após a detecção da doença, o paciente deverá ser encaminhado ao médico para o tratamento, que consiste  em uma cirurgia que poderá ser associada a intervenções como quimioterapia e radioterapia. 80% dos casos desse tipo de câncer têm cura. Para isso, o diagnóstico precisa ser feito no início, assim como o tratamento adequado.