Conteúdo

Unidade regional de saúde terá capacidade triplicada para realização de partos

28 de junho de 2016
15h 00

A capacidade atual de partos realizados na rede própria (municipal) do Município será triplicada com a inauguração do Complexo Hospitalar dos Estivadores. Estimativa da Secretaria de Saúde (SMS) prevê mais de 300 partos/mês a serem realizados no futuro equipamento, que será referência em toda a Baixada Santista.

O número é superior à média histórica de 100 partos registrados ao mês na Maternidade Silvério Fontes em 2015. Nas demais unidades de referência na Cidade - a Santa Casa e o Hospital Guilherme Álvaro -, a média mensal é 239 e 142 mulheres, respectivamente, que deram à luz ano passado.

Leitos

A ampliação também abrange o número de leitos: o complexo ofertará 36 para a área de assistência ginecológica obstétrica em dois pavimentos, número superior às demais maternidades, representando acréscimo de 42,86% no total de leitos SUS.

Além disso, o equipamento metropolitano estará preparado para atender a todas as gestações, inclusive de alto risco, em retaguarda ao Instituto da Mulher e Gestante e à rede de Atenção Básica.

UTI Neonatal

A oferta de leitos próprios na UTI Neonatal do Complexo também será maior. São 20 previstos ao recém-nascido prematuro ou que apresente alguma gravidade com indicação de terapia intensiva. Na rede municipal, o Silvério Fontes conta com cinco unidades.

“Esta ampliação propiciará tranquilidade à equipe da assistência, que terá retaguarda de leitos em quantidade suficiente para absorver à demanda. Ganha a gestante, o bebê e os profissionais, que trabalharão em nível de estresse muito menor”, afirma o chefe do Departamento de Atenção Pré-Hospitalar e Hospitalar, Marco Sérgio Duarte.

No local também haverá área de conforto às mães, que poderão permanecer em tempo integral. Para mulheres que apresentarem alguma intercorrência ou gestação de alto risco, haverá UTI de adulto de retaguarda, com 17 leitos.

Média de partos realizados ao mês (dados de 2015)

=> Maternidade Silvério Fontes – 100
=> Hospital Guilherme Álvaro – 142
=> Santa Casa – 239
=> Estivadores – previsão de 300 a 350

Números de leitos na maternidade

=> Maternidade Silvério Fontes - 21, sendo 17 no alojamento conjunto e 4 para patologias obstétricas
=> Hospital Guilherme Álvaro - 33
=> Santa Casa de Santos - 30
=> Estivadores - 36

Leitos de UTI Neonatal

=> Maternidade Silvério Fontes - 5
=> Hospital Guilherme Álvaro – 21, sendo 13 de UTI Neonatal e 8 de UTI pediátrica
=> Santa Casa - 10
=> Estivadores - 20

Percentual de nascimentos nas unidades em 2015 (residentes em Santos)

=> Maternidade Silvério Fontes – 16,5% (808)
=> Hospital Guilherme Álvaro – 13,5% (669)
=> Santa Casa – 23% (1.143)

Média anual de partos – entre maio de 2012 e abril de 2016

=> Maternidade Silvério Fontes – 435 (parto normal) / 340 (cesárea)
=> Hospital Guilherme Álvaro – 247 (normal) / 275 (normal em gestação de alto risco/ 495 (cesárea em gestação de alto risco) / 109 (cesárea)
=> Santa Casa – 699 (normal) / 794 (cesárea)

Média total anual nas atuais três unidades de referência - entre maio de 2012 e abril de 2016

=> Parto normal = 1.380
=> Normal em gestação de alto risco – 275
=> Cesárea em gestação de alto risco – 495
=> Cesárea – 1.242
=> Total – 3.393

Foto: Raimundo Rosa

Conteudo do Portal de Saúde

Para ver todas as novidades sobre "Complexo Hospitalar Dos Estivadores" visite o Portal Saúde