Conteúdo

Terrenos da Prodesan vão a leilão e Câmara devolve recursos à Prefeitura

18 de setembro de 2017
13h 14

Dois terrenos da Prodesan, localizados nos bairros Jabaquara e Alemoa, serão colocados em leilão internacional na B3 (antiga Bovespa) para sanar dívidas acumuladas historicamente pela empresa, entre elas R$ 75 milhões à Prefeitura de Santos.

O edital será publicado nesta terça-feira (19) nos Atos Oficial do Diário Oficial e o certame ocorrerá em 31 de outubro.

Importante medida para enfrentar a crise econômica, a concorrência pública foi anunciada nesta segunda-feira (18) em coletiva de imprensa no Paço Municipal.

Na ocasião, também foi anunciada a devolução de R$ 23 milhões da Câmara Municipal à Prefeitura, mantendo o volume repassado pelo Legislativo aos cofres públicos em 2016 – em 2015 o valor foi de R$ 18 milhões. O montante, que será disponibilizado até o fim do ano, será destinado ao caixa geral do Município. A Câmara verificará a possibilidade de parte dos recursos já serem devolvidos neste mês.

“São ajustes que têm sido adotados para equilibrar as contas da Cidade e enfrentar a crise, mantendo os serviços públicos abertos e entregando novos. O leilão será da forma mais transparente e abrangente, possibilitando competição de mercado entre fundos mundiais e grandes empresas. A expectativa é que em novembro esses valores estejam nos cofres da Prodesan”, afirmou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

R$ 128 milhões

Um dos terrenos subutilizados fica em área de 30 mil m² na Avenida Vereador Alfredo das Neves, na Alemoa (Usina de Asfalto da Prodesan), e está avaliado inicialmente em R$ 93 milhões. O outro, com 11 mil m², fica na Av. Rangel Pestana, próximo ao Centro de Treinamento Rei Pelé, avaliado em R$ 35 milhões. ”A venda desses ativos será importante para que a Prodesan se torne mais equilibrada e saudável financeiramente. Ela foi criada para ser o progresso e o desenvolvimento do Município, e assim manterá sua essência, honrando com seus compromissos, sem prejuízo aos funcionários”, acrescentou o prefeito.

Repasse da Câmara

Para o presidente da Câmara, Adilson dos Santos Júnior, a devolução do montante na mesma marca do ano passado é resultado de um conjunto de ações de economia no Legislativo. “Mesmo com queda de arrecadação, tomamos decisões que possibilitaram uma economicidade com o dinheiro público, pois entendemos o momento que a Cidade e o País atravessam”.

Também estavam presentes ao anúncio os secretários de Finanças, Maurício Franco; de Governo, Rogério Santos; de Gestão, Carlos Teixeira Filho; e de Relações Institucionais e Cidadania, Flávio Jordão,

Prefeito se reúne com funcionários da Prodesan 

Para comunicar os ajustes em andamento na Prodesan diante da crise econômica do País, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa conversou, na tarde desta segunda (18), com um grupo de 90 funcionários no auditório da empresa.

Acompanhado do presidente da companhia, Jeferson Novelli de Oliveira, ele falou dos leilões previstos de duas áreas nos bairros do Jabaquara e Alemoa e das ações realizadas para reduzir despesas e dívidas acumuladas, como a diminuição das horas extras e dos cargos de confiança, e garantiu a manutenção dos empregos dos mais de 1 mil trabalhadores.

 “Estamos fazendo ajustes em toda a Prefeitura, em todos os órgãos e repartições. Queremos tornar a Prodesan uma empresa sustentável, equilibrada, que possa honrar os compromissos com seus funcionários”, disse o prefeito, citando que novas atividades deverão ser incorporadas à empresa para prestação de serviços à Administração Municipal. “Conto muito com o trabalho, empenho e dedicação de cada um de vocês. A gente terá muitos desafios nos próximos anos porque a economia já dá sinais de que vai melhorar. Assim, melhora a situação do Município, da empresa e de todos”.