Conteúdo

Seminário internacional vai debater revitalização portuária

22 de abril de 2012
18h 00

Experiências bem-sucedidas no país e no exterior serão debatidas no Seminário Internacional – Revitalização de Áreas Portuárias e Integração Urbana, que será realizado em Santos na quinta (26) e sexta-feira (27), com 334 inscritos. A programação, que será aberta quinta-feira, às 8h30, no Teatro Guarany, destacará projetos desenvolvidos em Marselha e Barcelona, e ainda em Belém, no Pará.

A primeira palestra ficará a cargo de José Ramón Ruiz Manso, secretário da Junta de Governo de Santander, na Espanha, e membro do comitê científico da Rete – Associação para Colaboração entre Portos e Cidades, com sede em Vene¬za. Em seguida, será a vez de Pablo Lazo, diretor associado da ARUP – Empresa Internacional de Planejamento, Projetos e Consultoria.

Às 14h, o secretário estadual de Cultura, Paulo Roberto Chaves Fernandes, também arquiteto e um dos autores do projeto Estação das Docas, enfoca o projeto em Belém. Em seguida, Chantal Guillet, diretora-geral da Adéfrance Amé¬nageus et Dévello¬peurs en France, aborda a experiência de Marselha.

A importância econômica, cultural e esportiva das marinas públicas nos projetos de revitalização portuária também será debatida pelo empreendedor de expedições marinhas Amyr Klink, velejador Lars Grael e engenheiro naval Manoel Chaves. O exemplo espanhol encerrará os debates deste dia, com a participação do presidente do World Trade Center de Barcelona, Josep Munné Costa. A partir das 17h, haverá visita ao Centro Histórico.

Encerramento
No dia 27, às 10h, o seminário será encerrado em solenidade no salão nobre da prefeitura, com a divulgação dos resultados dos estudos de viabilidade do programa de revitalização Porto Santos Valongo. Os estudos foram feitos pela consultoria interna-cional Ove Arup & Partners, contratada pela Prefeitura de Santos com recursos do Banco Mundial.

A programação foi organizada por grupo técnico composto pela prefeitura, por meio da Secretaria de Assuntos Portuários; Codesp, Secretaria Especial de Portos - governo federal e Banco Mundial.