Conteúdo

Saúde esclarece sobre raiva humana

9 de outubro de 2013
15h 43

Informações sobre como se prevenir contra o contágio da raiva humana e também os cuidados com a doença foram destacados na capacitação realizada nesta quarta-feira (9) com servidores da rede municipal de saúde. O treinamento envolveu mais de 200 servidores, entre médicos, auxiliares e técnicos de enfermagem, além de profissionais da rede.

"Este é um trabalho de rotina e tem como objetivo atualizar procedimentos, principalmente para os servidores mais novos", explica Carolina Ozawa, chefe do Devig (Departamento de Vigilância em Saúde) da secretaria.

A raiva é uma doença transmitida principalmente por cães, gatos e morcegos, o que ocorre quando o vírus, presente na saliva do animal infectado, penetra no organismo, através da pele ou mucosas. Isso pode se dar por meio de mordidas, arranhões, lambidas ou contato com a mucosa de animais contaminados.

Além das campanhas de vacinação contra a raiva, feitas pela Secretaria de Saúde, algumas medidas simples podem diminuir o contato com animais portadores da doença. Por exemplo, iluminar as áreas externas das casas, colocar telas nas janelas, portas e buracos. Fechar os porões, cômodos poucos utilizados ou que permitam o alojamento desses animais. Os morcegos utilizam também, como moradia, os forros do telhado, garagens, casas de máquinas de elevadores, caixas de persianas, edifícios abandonados, copas e troncos ocos de árvores.