Conteúdo

Prefeitura selecionará Organização Social para gestão da UPA Central

12 de junho de 2015
16h 00

A Secretaria de Saúde (SMS) lançou o aviso de edital do chamamento público para a seleção de organização social (OS) que fará a gestão compartilhada da Unidade de Pronto Atendimento Central (UPA Central), em fase de acabamento, que funcionará à Rua Joaquim Távora, 260 (Vila Mathias).

O processo de seleção está publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (12), na página B5, e é o primeiro após a criação, pela Prefeitura, do Programa Municipal de Publicização (lei n° 2.947/ 2013), visando o aperfeiçoamento e a inovação dos serviços públicos.

Podem participar as entidades que já obtiveram a qualificação de OS em Santos na área da Saúde: Fundação Lusíada, Fundação do ABC, Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo – Seconci-SP e Associação Civil Cidadania Brasil – ACCB. O edital na íntegra está disponível para consulta em www.santos.sp.gov.br, banner “Organizações Sociais e Gestão Compartilhada”. A data limite para a manifestação de interesse é o próximo dia 25. Já a abertura dos envelopes será em 13 de julho, às 10h.

A Comissão Especial de Seleção escolherá a OS que apresentar a melhor proposta técnica, obtendo a maior pontuação nos quesitos “atividade” (até 32 pontos), “ações voltadas à qualidade” (até 16 pontos), “qualificação técnica” (até 22 pontos) e “preço” (até 30 pontos), totalizando o máximo de 100. O resultado final será homologado pela Comissão Municipal de Publicização e, em seguida, publicado no Diário Oficial, o que deve ocorrer até agosto.

A OS selecionada formalizará contrato de gestão de 24 meses, prorrogável até o limite de 60 meses. Os recursos necessários à contratação são de R$ 19,1 milhões por ano. Somente para o restante de 2015, o limite máximo será de R$ 5,5 milhões, proporcional aos meses de operação.

Ampliação e conforto

A nova unidade irá oferecer melhor infraestrutura para os profissionais de saúde e maior conforto aos pacientes do PS Central. “A nossa expectativa é que o número de atendimentos diários na UPA Central seja em torno de 600. Hoje o PS Central atende em torno de 450 pessoas/ dia, mas na UPA iremos agregar outros serviços, como a pediatria”, explica o secretário municipal de Saúde, Marcos Calvo.

Destaque

A UPA Central, construída em parceria com a Fundação Lusíada, funcionará todos os dias (24 horas) e realizará atendimentos de urgência e emergência (adulto e pediátrico).

Procedimentos/ atendimentos previstos (por mês)

12 mil exames diagnósticos

17.500 atendimentos/ procedimentos ambulatoriais (consultas, administração de medicamentos, curativos etc.)

300 saídas em observações clínicas

2 mil procedimentos odontológicos

Foto: Isabela Carrari