Conteúdo

Prefeitura finaliza estaqueamento do Centro de Atendimento ao Turista e Comércio

11 de abril de 2016
14h 40

O terreno da Praça Bruno Barbosa, na Zona Noroeste, já conta com 57 estacas fincadas no solo, a uma profundidade de 28 metros. Servirão para sustentar o Centro de Atendimento ao Turista e Comércio de Artesanato Regional, que será erguido no local. Faltam apenas quatro unidades para atingir as 61 estacas necessárias para a construção.

“Os operários também começaram a fazer as amarrações das ferragens para a execução das vigas baldrame, etapa de fundação”, informa o engenheiro Mendellson Silva, da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi), pasta que gerencia a obra. “A estimativa é que essa etapa esteja concluída dentro de um mês”, afirma.

Estrutura

Investimento de R$ 1,77 milhão de recursos da Prefeitura, o edifício terá 526 m² de área construída. Em um só pavimento ficarão 40 boxes de comércio, além de duas lanchonetes, três sanitários, sendo um para pessoas com deficiência, e mais administração, depósito e sala para o Posto de Informação Turística.

Serão implementados elementos no seu entorno que contribuirão para a acessibilidade, fazendo com que todo o trajeto da praça até a entrada do edifício seja um caminho seguro para os usuários. No interior, as áreas de circulação devidamente planejadas, os sanitários acessíveis e a comunicação visual vão garantir a mobilidade no imóvel.

Conforto

O equipamento vai dar mais conforto para as pessoas trabalharem e também para os consumidores. A escolha cuidadosa dos materiais de construção e revestimentos foram diretrizes de sustentabilidade planejadas para o equipamento. A construção terá sistema de aproveitamento de águas pluviais.

No local estão previstos espaços para que os munícipes exponham seus produtos, alguns deles resultados de iniciativas desenvolvidas pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS), por meio de oficinas de capacitação e geração de renda, entre elas: padaria artesanal, arte apliqué, boneca de pano, bordado em pedraria e artesanato de madeira.

Foto: Raimundo Rosa