Conteúdo

Passeio de escuna revela parte da história dos 120 anos do porto

31 de janeiro de 2012
20h 00

A Ponte Edgard Perdigão foi o ponto de partida de um passeio pela história do porto. A bordo de três escunas, que zarparam da ponte, na Ponta da Praia, santistas e visitantes percorreram nesta quarta-feira (1º) o canal do estuário, para conhecer o maior porto da América Latina sob o ângulo do mar. O passeio foi promovido pela prefeitura, por meio da Seport (Secretaria de Assuntos Portuários e Marítimos), em comemoração aos 120 anos do terminal portuário.

Informações sobre os principais pontos do cais, história e curiosidades da cidade foram transmitidas aos passageiros por um guia da Setur (Secretaria de Turismo), durante os 45 minutos de atividade. Em férias com a família, o paulistano Nelson Cagmani, 76 anos, elogiou o passeio. “Não conhecia o porto pelo lado do mar e fiquei impressionado com os navios cargueiros”.

A manicure Nilza Aparecida dos Santos, 52, de Santos, gostou de ver os navios de cruzeiros. “Meu marido é estivador, mas nunca tive esta oportunidade de conhecer o porto pelo mar. Foi maravilhoso”.

Já o operador de transporte de tráfego Rolandio Batista de Souza, 42, de São Vicente, levou os dois filhos, Filipe, 6, e Carolina, 12, para ver o terminal. “É a primeira vez que fazemos um passeio de escuna. Não conhecíamos esse lado do cais”, disse.

O casal de espanhóis Emílio Cabrero Barles, 84, e Maria Zaragoza Cabrero, 73, não imaginava que o porto santista fosse tão grande. “É muito cais para encostar navios. Também nos chamou atenção o tamanho das embarcações”, afirmou Emílio, que há 52 anos mora no Brasil com a mulher, e há quatro vivem em Santos. “Aposentamos e viemos morar aqui para curtir melhor a praia. Adoramos a cidade, onde passamos nossa lua de mel”, lembra Maria.

Foram utilizadas três embarcações no passeio - Mestre dos Mares, Tamburutaca e Lady Linda, que teve 1.200 ingressos gratuitos distribuídos. Para o secretário de Assuntos Portuário e Marítimos, Sérgio Aquino, a atividade teve como objetivo integrar a cidade com o porto. “A população precisa cada vez mais conhecer o porto que é o maior do hemisfério sul e único competitivo em todas as modalidades de carga”.

Agenda
A programação comemorativa inclui a 2ª Mostra de Arte do Porto, na galeria da Prodesan. No dia 15, às 20h, no Teatro Guarany, haverá apresentação de vários estilos musicais, com participação de músicos que representam ou integram instituições portuárias.

No dia 25, está programado o passeio ciclístico Pedala Porto, com saída às 16h da prefeitura, percurso pelas ciclovias e chegada na orla. Em 2 de março, às 20h, na Casa da Frontaria Azulejada (Centro Histórico), ocorrerá a exposição do projeto 'Um mergulho na minha cidade', com fotos e estêncil feitas por 360 crianças de escolas municipais.

Os eventos terminam em 29 de abril, às 8h30, com a prova de pedestrianismo Cidade Porto. A largada e chegada será em frente à prefeitura.