Conteúdo

Obras do Parque Tecnológico serão retomadas no início de 2018

14 de dezembro de 2017
12h 12

As obras do Parque Tecnológico de Santos, que está sendo erguido no Cais (Centro de Atividades Integradas de Santos) Colégio Santista, esquina das ruas Constituição e Henrique Porchat, na Vila Nova, contarão com R$ 11,9 milhões da Ecoporto Santos.

A medida resolve o problema de repasse de convênio para a construção, que será retomada com 50% do cronograma executado. A previsão é de que o edifício de 7.500 m² seja entregue em 18 meses. Trata-se de apoio à implantação do Núcleo do Parque Tecnológico de Santos, na Região Central Histórica, por meio de Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias (Trimmc).

O empreendimento é uma das grandes apostas para atrair uma nova vocação econômica para a Baixada Santista. Será ferramenta para o fomento da pesquisa e desenvolvimento tecnológico e inovação, assim como a geração de empregos. No futuro ambiente, vão operar empresas incubadas e pós-incubadas, laboratórios e a sede da administração da Fundação Parque Tecnológico de Santos.

SUSTENTABILIDADE

O projeto do edifício de oito pavimentos busca a sustentabilidade. A cobertura abrigará telhado verde a fim de captar águas da chuva para reutilização em lavagens de áreas comuns, irrigação de jardins e nos vasos sanitários. Já o layout favorece a iluminação natural e uma boa circulação do ar. Contará com quatro andares de salas para empresas – são esperadas até 50. Os pavimentos de escritório serão divididos em dois andares com 1 mil m² cada e outros dois com 670m² cada, perfazendo 3,34 mil m². Terá ainda dois mezaninos para estacionamento e um auditório com terraço (cobertura com 670m²).

Saiba mais

O que é?

Espaço de atividades de pesquisa e desenvolvimento dos setores de petróleo, gás natural, energias renováveis, porto, retroporto, logística, desenvolvimento urbano e tecnologia da informação.

Qual o objetivo?

Estimular o empreendedorismo e a inovação tecnológica na região. Contribuirá para o fortalecimento econômico e geração de renda.

Quem participa?

É gerido por um conselho de 15 membros dos governos municipal, estadual e federal, entidades representativas do comércio e indústria, áreas petrolífera e portuária, além de universidades.

Onde funciona?

A sede provisória fica no 4º andar do prédio do Cais Colégio Santista (Rua 7 de Setembro, 34, Vila Nova), telefone 3221-8382.

Foto: Francisco Arrais