Conteúdo

No Concais, ação lúdica sobre dengue orienta quanto a transmissão e cuidados necessários

19 de novembro de 2017
15h 29

“Oi pessoal! Quem passou repelente hoje? Quem está levando o produto na mala de viagem? Todos sabem que o repelente deve ser passado após o protetor solar e não antes?”. Estas e outras perguntas foram feitas durante a ação do projeto Orientando Passageiros, realizado pelo projeto Informação, Educação e Comunicação (IEC), da Secretária de Saúde (SMS), na manhã deste domingo (19), no Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini - Concais.

Segurando uma faixa com a frase ‘Um mosquito não é mais forte que uma cidade inteira’ e fantasiados de doutores bem humorados e cheios de adereços, os profissionais alertaram sobre a prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti (dengue, zika, chikungunya e febre amarela).

“Falamos sobre o uso correto do repelente e outras orientações, como procurar o médico do navio caso sintam algum dos sintomas. Também destacamos a necessidade de se hidratar caso desenvolva alguma dessas doenças. Além disso, orientamos como deve ser o cuidado do dia a dia nas residências”, explicou a coordenadora do IEC, Liseane Oliveira. Segundo ela, o projeto é desenvolvido pela quarta vez em temporada de navios. “Esta é uma maneira lúdica e eficiente de passar a informação”.

Enquanto aguardava com a família a saída do navio MSC Preziosa com destino à Porto Belo (SC), Alexandra Pereira, de Araçatuba (SP), se surpreendeu com o grupo. “Achei muito bacana a iniciativa”. A filha Maria Eduarda, de 7 anos, também se divertiu. “Gostei das roupas e dos cabelos coloridos”.

Paulo Henrique da Silva e o pai Paulo Sérgio da Silva, de Miguelópolis (SP), também curtiram a ação. “O assunto é muito importante e, com a interação, a gente aprende mais”, disse o pai. Eles também embarcaram no navio rumo a Santa Catarina.

 

 

Foto: Francisco Arrais