Conteúdo

Limpeza de drenagem recolhe mais de 1,4 mil toneladas no 1º trimestre

19 de abril de 2017
16h 30

Uma das prioridades da Prefeitura dentro do programa de zeladoria da Cidade é a manutenção da rede de drenagem. Inclui a limpeza de canais, caixas de sopés nos morros, bocas de lobo, poços de visita e galerias. No primeiro trimestre de 2017, foram recolhidas mais de 1,4 mil toneladas de detritos do sistema. Mais de 40% deste volume é resultado de descarte irregular de lixo.

A ser mantido o ritmo atual, o serviço fechará 2017 superando os dois últimos anos: em 2016, foram retiradas cerca de 5 mil toneladas (equivalente a 713 caminhões) e, no ano anterior, 3 mil.

De acordo com o secretário de Serviços Públicos, Carlos Alberto Tavares Russo, a drenagem é essencial para evitar as enchentes, minimizando o impacto das chuvas em pontos importantes. “A população precisa colaborar e descartar o lixo corretamente. É a melhor forma de se contribuir com a limpeza das vias públicas”.

O trabalho consiste em desobstruir completamente os ramais, bocas de lobo e galerias por meio de hidrojateamento (jato de água com alta potência), que garante maior eficácia dos serviços. “São toneladas de garrafas pets, embalagens plásticas, pedaços de madeira e outros materiais impactando diretamente o escoamento das águas das chuvas”, explica o coordenador responsável pelo trabalho, Flávio Guerra.

Ele destaca, ainda, que 300 solicitações de limpeza foram atendidas no primeiro trimestre. Estes pedidos podem ser feitos junto à Ouvidoria Pública do Município (0800-112056).

Mutirão na Caneleira

A Prefeitura promoveu, na manhã desta terça-feira (18), um mutirão de limpeza da drenagem na Caneleira. Vinte e cinco operários foram destacados para a operação no córrego do Morro do Tetéu e no Caminho São Jorge (importante via para acesso de moradores) e recolheram 20 toneladas de material em apenas um dia.

O trabalho tem impacto positivo para 200 famílias e será concluído na quinta (20).

Uma das equipes ficou responsável pela retirada do entulho descartado irregularmente no córrego, enquanto outra transportou o lixo até a subida do morro. Na via, operários fizeram a limpeza manual e mecanizada da caixa de sopé e bocas de lobo, além do hidrojateamento das galerias de águas pluviais.

A limpeza no córrego é essencial para evitar a obstrução do sistema de drenagem e impedir que o material se acumule. Desta forma, evita-se que restos de entulhos não sejam levados aos ramais e galerias pluviais e entre nas casas.

Saiba mais

A Prefeitura oferece o Cata Treco, serviço municipal de descarte de objetos, móveis e materiais de construção. Para ter acesso, basta ligar para o 0800-7708770 e fazer o agendamento para retirada de segunda a sexta-feira, entre 7h e 17h.

O programa também recebe denúncias sobre despejo irregular, que devem ser feitas pelo telefone da Guarda Municipal, 153.

Foto: Isabela Carrari