Conteúdo

Jovens realizam sonho em festival de música orquestral

26 de agosto de 2017
12h 01

Instrumentos em mãos, olhares atentos a apresentação e muita vontade de aprender. Foi com esse entusiasmo que 53 jovens de 14 a 28 anos assistiram a aula inaugural da segunda edição do Bravo! Festival de Música Orquestral de Santos, que teve início na manhã deste sábado (26), no Centro de Atividades Integradas.

Depois do sucesso da primeira edição, realizada em janeiro somente com instrumentos de cordas, o festival está de volta com quase o dobro de bolsistas para formação de uma orquestra composta por violino, viola, violoncelo, oboé, fagote, clarinete, flauta, trompa, trompete e contrabaixo. O tema desta edição é "Classicismo e Mozart – 120 Anos de Pixinguinha".

Sonho

Este trabalho é fruto do sonho de um jovem músico que teve o apoio de toda equipe que abraçou a ideia. Rômulo de Oliveira Ramos Moreira, violinista da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos e professor do Programa Fábrica Cultural, foi bolsista em um festival orquestral na Áustria, em 2016, e voltou cheio de planos. “Parece ser loucura, mas a gente tem que sonhar e acreditar. Um festival mudou minha vida e eu tenho certeza que este também vai mudar a vida daqueles que quiserem seguir este caminho.”

E esta semente já começa a render frutos! Abner Ferreira de Souza, tem 15 anos, teve o primeiro contato orquestral no Bravo!, em janeiro, e agora está certo de quer ser um violinista profissional: “Me empolguei com essa experiência. No meio dos ensaios vi que foi um pouco cansativo, mas ali, eu percebi que era o que eu queria fazer para o resto da vida”.

O violinista Vinícius Mendes Santos entrou com sua namorada, a flautista, Thalia Izidoro. O casal aproveita o tempo junto sem perder o foco na música. “Não é tão comum para um músico estar com um grupo que num curto espaço de tempo se une para tocar. Esse desafio nos incentiva ainda mais”, disse o rapaz de 21 anos.

Apresentações

Para inspirar estes jovens talentos, nesta primeira aula, teve apresentação Grupo Sênior de violões, do Programa da Fábrica Cultural e do Coral Municipal de Santos. E um grupo de alunos do curso de fotografia aproveitou para praticar durante a aula.

Até dezembro, os músicos terão aulas quinzenais de história da música, dos compositores, teoria e percepção musical. Além disso, vão ser realizadas master classes com profissionais de renome. Diego Carneiro, um dos violoncelistas mais jovens e talentosos do país, o primeiro violino da Osesp, Emmanuele Baldini e Abner Brasil, violista com experiência internacional, já ministraram estas aulas.

No dia 8 de dezembro, as 20h30, a orquestra realiza um concerto em noite de gala no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237, no Centro), com entrada franca. “A gente quer aproveitar para ampliar o horizonte de profissionalização artística desses jovens através desta experiência de vivência orquestral”, explicou Murilo Netto Gonçalves, chefe do Departamento de Formação e Pesquisa Cultural.

Veja mais aqui

Fotos: Bete Pereira e Dé Rezende (alunos do curso de fotografia da Fábrica Cultural)