Conteúdo

Hepatites virais: Santos sedia encontro nacional de ONGs

12 de novembro de 2012
20h 00

O encontro nacional que se constitui no maior espaço de debate para que a sociedade civil possa colaborar na formulação de políticas públicas na área de hepatites acontece em Santos, de quinta-feira (15) até sábado (17). É a décima edição do Enong (Encontro Nacional de ONGs de Hepatites Virais e Transplantes Hepáticos), que reúne gestores públicos das esferas municipal, estadual e federal e já tem confirmada a presença de representantes de mais de 65 ONGs (organizações não governamentais).

Os temas serão discutidos em dez mesas redondas, das quais em cinco participarão profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e ou do Conselho Municipal de Saúde de Santos. A programação será desenvolda no Atlântico Hotel, no Gonzaga, exceto a abertura oficial, quinta, às 19h30, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Petrobras, na Vila Mathias, onde também fica a sede da ONG Grupo Esperança.

A programação pode ser consultada no portal www.decimoenonghv.org.br. A organização é gerida de forma compartilhada entre as duas ONGs nacionais de hepatites virais (AIGA e MBHV). A prefeitura é parceira do evento.

Rede de atendimento
A hepatite é uma doença silenciosa que consiste na inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Nem sempre apresentam sintomas, mas quando se manifestam causam cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C.

Podem evoluir para cirrose ou câncer. Por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento. Em Santos, a Secretaria de Saúde dispõe de ampla rede para diagnóstico e tratamento. Os munícipes podem fazer o exame de sorologia para hepatites B e C em qualquer unidade básica de saúde ou de saúde da família, das 7h às 9h.

Há também a opção do Centro de Testagem e Aconselhamento (rua Silva Jardim, 94), das 8h às 16h. O resultado sai em aproximadamente dez dias. No caso de ser reagente, o paciente é encaminhado para avaliação médica no Serviço de Assistência Especializada em Hepatites, que funciona no Centro de Saúde Martins Fontes (rua Luiza Macuco, 80), e oferece tratamento integral com equipe multidisciplinar. Atualmente, cerca de 900 pacientes estão em acompanhamento na unidade.