Conteúdo

Grupo realiza primeiro laboratório de cultura livre no Museu Pelé

20 de abril de 2016
12h 20

Na terça-feira (26), das 19 às 21h, experiências inovadoras serão debatidas numa roda de conversa, com entrada gratuita, no Museu Pelé. O encontro é a primeira atividade do LAB.IRINTO – Encontro Internacional de Cultura Livre e Inovação Cidadã, que prevê ampla programação para articular produtores, artistas, pesquisadores, empreendedores e gestores públicos para criação da rede de inovação cidadã e o Lab Santista (LABxS), o primeiro laboratório de cultura livre e inovação cidadã do Brasil.

A iniciativa é promovida pelo Instituto Procomum (IP), com financiamento da Fundação Ford e apoio da Prefeitura, Secretaria de Estado da Cultura e da Secretaria Geral Iberoamericana (SEGIB). Até junho, serão três encontros e esta primeira edição terá a participação de Rodrigo Savazoni, diretor do Instituto Procomum, e do secretário-adjunto municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, José Rezende.

Discussões

“Queremos mobilizar os agentes da região, promover discussões sobre temáticas que podem apresentar soluções para os desafios contemporâneos, a fim de valorizar os bens comuns e promover um amplo processo de escuta e troca com os responsáveis pela criação das mais inovadoras experiências de laboratórios brasileiros e internacionais”, explica Savazoni

Ele destaca ainda que espaços de invenções e experimentações, como os midialabs, makerspaces e FabLabs, trazem novas soluções e desafios para a organização da sociedade ao explorar as tecnologias digitais e em rede.

Em prol da inovação e do empreendedorismo, a Prefeitura vem promovendo diversas iniciativas. Entre elas, as disputas entre estudantes no Projeto Neorama, iniciadas em 2013; a Semana de Ciência e da Tecnologia, que ocorre em 2016 pelo segundo ano consecutivo, e a obtenção, no final de 2015, do selo de Cidade Criativa em cinema da rede internacional da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Mapa colaborativo

Dentro do processo de criação do Lab Santista, que abrigará atividades definidas pelos participantes do LAB.IRINTO, também será feito o mapeamento coletivo da inovação cidadã na região. A oficina ocorrerá nos dias 2 e 3 de maio, no Museu Pelé, sob coordenação de arquitetos e urbanistas espanhóis do Viveiros de Iniciativas Cidadãs (VIC), e visa extrair valores de experiências locais coletivas. Uma roda de break, uma rádio ou horta comunitária são alguns exemplos de ações que podem estar no mapa.

As inscrições podem ser feitas gruatuitamente pelo site http://labirinto.procomum.com.br/. A atividade faz parte do processo de elaboração de uma rede internacional de inovação cidadã, apoiada pela Secretaria Geral Iberoamericana (SEGIB), e utiliza a plataforma CIVIC (www.) – mapa online e colaborativo que identificou mais de mil projetos em Madri, Quito e Cidade do México.

Em junho, para o encerramento do LAB.IRINTO, será realizado o Fórum Internacional de Cultura Livre e Inovação Cidadã, com um encontro de laboratórios do Brasil e do mundo e um seminário que trará especialistas para abordar diferentes perspectivas deste conceito de inovação cidadã.

Serviço

LAB.IRINTO – Encontro Internacional de Cultura Livre e Inovação Cidadã
Onde: Museu Pelé - Largo Marquês de Monte Alegre, 2, Valongo
Quando: Terça-feira (26), das 19 às 21h

Foto: Arquivo Secor / Susan Hortas