Conteúdo

Desfiles transcorrem sem incidentes graves. Confira fotos

4 de fevereiro de 2018
13h 31

As duas noites do desfile das escolas de samba de Santos neste final de semana (2 e 3 de fevereiro) transcorreram sem incidentes graves nas áreas interna e externa da Passarela do Samba Dráusio da Cruz. Ao todo, mais de 250 funcionários das áreas de Saúde e Segurança atuaram no evento.

Nos dois postos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), foram atendidas 20 pessoas em casos como crise hipertensiva (pressão alta) e de ansiedade e desmaios. Deste total, seis precisaram de remoção de ambulância para o Pronto Socorro da Zona Noroeste, próximo ao sambódromo, mas não resultaram em internações.

Na primeira noite foram disponibilizadas duas ambulâncias, sendo uma de suporte avançado (com UTI) e outra de suporte intermediário na dispersão, além de uma motolância. Já na noite de sábado (03) e madrugada de domingo (04), a frota contou com mais uma ambulância intermediária, totalizando quatro veículos.

         Segurança – Dentro do sambódromo, o clima foi de tranquilidade segundo o subcomandante da Guarda Municipal, Marcelo Messias de Oliveira. “Tivemos apenas pequenas discussões, mas nenhum caso que precisasse de intervenção mais séria”.

         Já nas proximidades da passarela, uma ação preventiva foi realizada pela GM e Polícia Militar na Rua 4, no bairro do Castelo. Nesta via estava programado um baile funk sem autorização da Prefeitura. “No início da madrugada deste domingo estivemos no local e apreendemos uma caixa de som e ordenamos o desmonte de barracas de ambulantes irregulares”, explicou o subcomandante da corporação municipal. A ação não teve confrontos. 

 

Foto: Isabela Carrari

Galeria de Imagens

Raimundo Rosa
Raimundo Rosa
Raimundo Rosa
Raimundo Rosa