Conteúdo

Complexo Hospitalar dos Estivadores vai receber R$ 11 milhões do Estado

15 de junho de 2016
17h 12

O Complexo Hospitalar dos Estivadores - equipamento da Prefeitura que atenderá toda a região – contará com a liberação de R$ 11 milhões do Governo do Estado. Os recursos foram anunciados nesta quarta-feira (15) pelo governador Geraldo Alckmin durante a inauguração do Centro de Controle Operacional do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

O equipamento terá ao todo 223 leitos integrados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e será inaugurado parcialmente no segundo semestre, com 88 leitos, conforme cronograma estabelecido pela Secretaria de Saúde (SMS).

Somente nesta primeira fase, é estimado custeio mensal de R$ 4,5 milhões. Quando todos os 223 leitos estiverem operando, subirá para R$ 10 milhões/mês.

Repasses

“O Ministério da Saúde não está fazendo credenciamento. Para que o hospital possa entrar em funcionamento mais rápido, nós vamos ajudar este ano com R$ 11 milhões”, disse o governador. A verba estadual será repassada em seis parcelas, sendo duas de R$ 500 mil e quatro de R$ 2,5 milhões.

A Prefeitura aguarda agora a contribuição do Governo Federal. Nos últimos anos, foram realizadas diversas tratativas para garantir o custeio de 50% pela União, compromisso assumido por dois ex-ministros da Saúde.

No último dia 30 de maio, a liberação foi discutida em Brasília com o atual ministro Ricardo Barros. Uma nova reunião está marcada para esta sexta-feira (17).

Saiba mais

A Prefeitura adquiriu o imóvel do antigo Hospital dos Estivadores junto ao INSS por R$ 13,4 milhões, a serem pagos em 10 anos (até 2020) e, em conjunto com o Governo do Estado, já investiu mais R$ 46 milhões na sua reforma, modernização e ampliação.

O prédio de dez andares, com 11,3 mil m², foi totalmente remodelado e ganhou 1,3 mil m² de área. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos neste mês.

Para 4 de julho, está marcada a abertura dos envelopes com as propostas das organizações sociais interessadas na gestão do complexo. Em até 20 dias, deverá ser definida a vencedora e assinado o contrato com o Município.

Foto: Arquivo Secor / Raimundo Rosa