Conteúdo

Chapéus de sol do jardim da orla recebem poda e limpeza

26 de junho de 2015
14h 47

Equipes da Prefeitura providenciam, desde esta sexta-feira (26), a poda e a limpeza nos chapéus de sol que dão sombra a pedestres e banhistas ao longo de quase seis quilômetros da orla. A previsão da Secretaria de Serviços Públicos (Seserp) é de que os serviços em toda a extensão do jardim sejam finalizados em 15 dias.

O coordenador de Paisagismo, engenheiro agrônomo João Cirilo, responsável pelo serviço, explicou que o objetivo é preparar os vegetais para o verão, quando as árvores devem apresentar fitossanidade (capacidade de se recuperar de doenças e pragas) adequada para garantir uma folhagem vistosa. “Caso fosse realizada durante a estação mais quente, o procedimento ofereceria prejuízo ao vegetal”.

Parasitas

Os trabalhos foram iniciados entre os canais 4 e 5, em frente à Igreja do Embaré. No trecho, grande parte dos vegetais apresentava erva de passarinho, plantas parasitas responsáveis por sugar a seiva do vegetal, que foram cortadas.

Quantidade

Santos conta hoje com cerca de 36 mil árvores, de 115 espécies diferentes (chapéu de sol não é a única espécie na orla, mas é a predominante).

A poda é realizada durante todo o ano, de acordo com a espécie. As mais extensas são programadas entre os meses de abril e outubro. A prioridade é a retirada de galhos para aumentar a distância da fiação elétrica, para melhorar a iluminação e evitar acidentes provocados por ventos fortes. No caso da orla da praia, o serviço tem como prioridade garantir a manutenção dos vegetais.

Serviço

Para solicitar podas, o telefone é 0800-112056 e o e-mail ouvidoria@santos.sp.gov.br

Foto: Anderson Bianchi