Conteúdo

Anúncios informam a população de forma econômica

8 de julho de 2015
14h 36

No dia 22 de junho, por meio de seis anúncios, o Diário Oficial mostrou aos leitores como estão as obras do Centro Cultural e Esportivo do Morro da Penha, informou que a iluminação pública passa por melhorias, por conta de um contrato firmado com uma empresa contratada, alertou pelo engajamento contra o trabalho infantil, chamou atenção para o serviço disponível do Cata Treco, citou o portal Minha Oportunidade como uma ferramenta de inserção no mercado de trabalho, além de dizer que a Prefeitura ingressou no Colab, canal de comunicação para a população interagir.

Tudo isso sem gastar um centavo dos cofres públicos. O expediente de utilizar anúncios para divulgar programas, ações, projetos e obras da Administração, por meio do Diário Oficial, tem sido frequentemente utilizado pela Secretaria de Comunicação e Resultados (Secor). "A opção de colocarmos anúncios no Diário Oficial permitiu maior divulgação das muitas ações. O DO é o veículo impresso com maior tiragem na Cidade (35 mil exemplares). Por conta disso, programas que até então eram pouco conhecidos da população passaram a ter maior visibilidade", afirma Rivaldo Santos, secretário de Comunicação e Resultados.

Serviços

Somente nos seis primeiros meses do ano, o Diário Oficial veiculou 269 anúncios, em sua grande maioria voltados para a prestação de serviço, informação e cidadania. Entre os principais temas, figuraram as medidas de combate à dengue (29 anúncios), o Cidade sem Lixo (16), Cata Treco (12), Faixa Viva (11), além da prevenção contra o desperdício d' água (8).

Economia

Além de ser um canal direto de informação, o novo conceito de comunicação gera economia graças ao expediente de utilizar um veículo oficial para a divulgação das informações. Anúncios de rodapé, um quarto de página, meia-página e página inteira são frequentemente utilizados.

Para se ter uma ideia da economia gerada, no primeiro semestre de 2015 foram colocados 151 anúncios de página inteira no Diário Oficial. De acordo com a tabela de preços do principal jornal da Cidade, um anúncio de página custa atualmente R$ 29,8 mil. Portanto, uma economia de aproximadamente R$ 4,5 milhões, somente no primeiro semestre. No total, se forem contabilizados todos os anúncios dos seis primeiros meses do ano, a economia chegou a R$ 5,5 milhões.

Entidades exaltam a divulgação

Representantes dos jovens, idosos e da mulher exaltam o trabalho de divulgação do Diário Oficial, por meio dos anúncios. "Acredito que informação de qualidade faz com que a comunidade crie novos valores e se aproprie melhor dos serviços da Cidade”, afirma Eliza Montrezol, presidente do Conselho Municipal do Idoso.

"O que costumamos fazer no conselho é pegarmos o anúncio ou a matéria do Diário Oficial e colocarmos nas mídias sociais", enfatiza Nicola Margiota Junior, presidente do Conselho Municipal do Jovem.

“O povo tem que saber tudo o que está acontecendo. Lugares como a Zona Noroeste e a Área Continental, em que há dificuldade de acesso à informação, é fundamental o trabalho do DO”, diz Elza Pereira dos Santos, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Anúncios (1º semestre de 2015):

Quantidade:

Janeiro - 45
Fevereiro - 51
Março - 44
Abril - 33
Maio - 39
Junho - 57

Principais temas:

Dengue- 29
Cidade sem Lixo-16
Cata Treco- 12
Faixa Viva- 11
Desperdício é gota d' água- 8

Anúncios - valores de mercado (p/ unid.)

Página inteira - R$ 29.811,60.
1/2 página - R$ 14.905,60.
1/4 de página - R$ 7.452,90.
Rodapé - R$ 7.452,90.

Quantidade de anúncios feitos para o D.O

Página inteira - 151.
1/2 página - 27.
1/4 de página - 49.
Rodapé - 42.

Valor total caso os anúncios tivessem sido pagos na mídia impressa: R$ 5.582.216,70.

Conteudo do Portal de Comunicação

Para ver todas as novidades sobre "Comunicação E Resultados" visite o Portal Comunicação