Conteúdo

Ações santistas contra a dengue são apresentadas em congresso internacional

6 de julho de 2017
15h 49

As medidas adotadas pela Prefeitura de Santos no combate ao mosquito Aedes Aegypti, que ajudaram a diminuir drasticamente os casos de dengue, serão apresentadas nesta sexta-feira (7) durante o 2º Congresso Luso-Brasileiro de Segurança, Saúde Ocupacional e Ambiental - SsOA 2017, no Rio de Janeiro.

O evento ocorre pela primeira vez no Brasil e reúne profissionais, professores e cientistas das mais importantes instituições e universidades do mundo em prol da cultura da prevenção nos países de língua portuguesa.

A palestra 'A Dengue na Cidade de Santos' será ministrada pela chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, a enfermeira Ana Paula Valeiras, doutoranda em Ecologia e Saúde Ambiental pela Universidade Fernando Pessoa (Portugal), que se aprofundou no tema para a elaboração da sua tese.

“A pesquisa comprova que o controle eficaz do vetor é importantíssimo para controlar a doença, o que Santos conseguiu nos últimos anos epidemiológicos”, conta ela.

Números

No ano 2012/2013 (junho a junho), a Cidade registrou 9.524 casos da doença com oito mortes e, no ano 2015/2016, foram 1.287 casos e uma morte, o que representa uma redução de quase 90%.

Para isso, a cidade promove estratégias permanentes para conscientização, prevenção e combate à dengue, que inclui o trabalho de bloqueio a partir de casos notificados e dos resultados das 461 armadilhas de monitoramento espalhadas nos bairros.

Também foram fortalecidas as visitas nos imóveis especiais, que são os locais de grande movimento, como hotéis, prédios públicos, igrejas e shoppings, e nos pontos estratégicos (terrenos, obras, borracharias, ferros-velhos etc), entre outras ações.

Foto: Arquivo Secom / Rogério Bomfim