Conteúdo

Moradores de palafitas começam a se mudar para apartamentos no São Manoel

26 de junho de 2018
12h 32

Aos poucos, o Conjunto Habitacional Santos - O, na Av. Marginal Direita da Via Anchieta, nº 2.393, São Manoel, começa a ganhar vida com a mudança das famílias que residiam em palafitas numa área do bairro, considerada de risco e de preservação ambiental. Nesta terça (26), quatro famílias, somando 8 adultos e 6 crianças, deixaram para trás a insalubridade para ter mais qualidade de vida em apartamentos construídos pelo Governo do Estado com parceria da Prefeitura. Até 17 de julho, 40 famílias terão ocupado as unidades entregues.

Todos levaram apenas o básico para recomeçar o novo capítulo de suas histórias como geladeira, fogão, cama, sofá, alguns utensílios e roupas. Eduarda Fernanda Santos, de 25 anos, estava animada, mas concentrada para organizar o restante da mudança, pois separava o que levaria para a casa nova. “É um sonho poder morar em apartamento. Sair da favela é bom demais e daqui vou levar pouca coisa. Agora é casa limpa, sem bicho e muito mais conforto para os meus filhos”, comentou.

A filha mais velha de Eduarda, a pequena Michelle Santos, 9 anos, realiza agora o sonho de ter um quarto só para ela e os dois irmãos. “Eu não vejo a hora de fazer uma festa do pijama”, disse a menina.

Outro morador muito feliz é João Malafaia Cavalcante, 72. Da palafita onde tomava banho frio e não tinha saneamento básico, ele passa para um ambiente saudável no apartamento térreo de um dormitório, sala, banheiro e cozinha. “Esse lugar é uma riqueza, lindo demais”. De pertences, levou muito pouco: cama, dois bancos acolchoados e um fogão. Para a casa nova, ganhou um armário de cozinha e uma televisão dos filhos. O restante será adquirido conforme a necessidade.

O dia da mudança conta com o acompanhamento dos técnicos da Cohab Santista e os apartamentos são vistoriados pela equipe do CDHU.

Palafitas demolidas e área fiscalizada para evitar novas invasões

A saída das famílias da Rua João Carlos da Silva, no bairro São Manoel, aconteceu nesta manhã de terça (26) de forma rápida, com supervisão e apoio da Subprefeitura da Zona Noroeste, ligada à Secretaria de Serviços Públicos, além da participação da Cohab e Prodesan. Boa parte do desmonte foi manual porque as moradias eram feitas de madeirite e as poucas estruturas em alvenaria que estavam construídas próximo à margem foram demolidas por uma retroescavadeira.

O local fica proibido de receber novos moradores e, para esse congelamento da favela, a Prefeitura enviará fiscais para monitoramento. Segundo o diretor de Habitação da Cohab, Fabio Ayres, a área de mangue é de preservação e, após a retirada de todos que vivem no local, passará por recuperação ambiental.

A nova fase que começa para essas famílias é mais do que um sonho realizado para o presidente da Sociedade de Melhoramentos do São Manoel, Edmilson Almeida Duarte (Didi). “Já morei em palafitas e sei como é viver assim, com risco alto de contrair doenças, sem poder deixar comida em cima do fogão para não atrair ratos, gasto com móveis periodicamente. Ver esses moradores saírem daqui para um lugar digno é excelente”.

Fotos: Rogério Bomfim

Galeria de Imagens

Dois homens retiram geladeira de carroceria de caminhão #pracegover
Retroescavadeira derruba moradia #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.