Conteúdo

Lajes são instaladas sobre galeria de drenagem na Rua Ana Santos

13 de dezembro de 2018
11h 00
homem caminha ao lado de galeria aberta, com máquina ao fundo #pracegover

Uma equipe de 15 operários trabalha na Rua Ana Santos, no Chico de Paula, entre as ruas Mário de Andrade e Ary Barroso. Terminam a implantação de uma galeria de drenagem complementar em paralelo à existente, que foi limpa e está recebendo novas lajes de concreto.

A obra, executada pela Terracom sob a supervisão da pasta de Infraestrutura e Edificações, conta com o auxílio de máquina retroescavadeira para jogar a terra por cima da nova tubulação, de polietileno de alta densidade e com 1,5m de diâmetro.

Ao mesmo tempo, a escavadeira hidráulica retira as estacas-prancha que serviram para impedir o escorregamento de terra. São perfis metálicos justapostos e cravados no solo em buraco de mais de dois metros de profundidade, dos dois lados da nova rede de drenagem. O serviço contou com mapeamento de georradar.

Obra visa aumentar o escoamento das águas pluviais

A nova galeria vai ampliar significativamente o potencial de drenagem no local. O escoamento das águas, que atualmente ocorre apenas pela galeria antiga, de 2m x 2,20m, recebe reforço com mais uma rede de 1,5m de diâmetro. Isto vai fazer com que as águas pluviais tenham vazão mais rápida para o Rio São Jorge.

A intervenção na Zona Noroeste faz parte da Etapa 2 do Programa Nova Entrada de Santos. O local receberá ainda 2,7 mil metros de calçadas e 3,4 mil metros de pavimentação, inclusive por cima das novas lajes de concreto que são mais resistentes para receber o fluxo de veículos pesados.

TRÂNSITO

A via está interditada entre a Marginal da Anchieta e a Rua Ary Barroso. A rota alternativa para os motoristas é pela Marginal Direita da Anchieta, N. Sra. de Fátima (sentido Santos/São Vicente) e Rua Ary Barroso. As linhas de ônibus que atendem ao Chico de Paula fazem o mesmo trajeto, seguindo depois da Ary Barroso pela Mons. João Martins Lacerda até retornar à Ana Santos.

 A cozinheira Rita de Cássia Pereira dos Santos, de 36 anos, sente os contratempos provocados pelas intervenções, mas entende que são obras necessárias. “Acho que está ficando bom. Agora estão mexendo na rua e meu marido não pode me pegar na porta do trabalho, mas depois não vai ter mais problema com as enchentes”.

Gilson de Matos, mecânico de 54 anos, trabalha em empresa da região e acredita que a nova galeria resolverá o problema da drenagem na rua. “Depois de tudo pronto vai ficar ótimo porque, com a instalação desses tubos grandes, praticamente dobra a capacidade de escoamento das águas da chuva na rua”.

Fotos: Susan Hortas

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.