Conteúdo

Júnior Félix vence a descida das escadas de Santos

17 de fevereiro de 2019
17h 03
Premiação da competição com o atleta vencedor ao centro, no lugar mais alto. Papel picado voa em torna dos atletas. #Pracegover

Por apenas três milésimos de segundo, o brasileiro Júnior Félix foi o campeão da descida das escadas de Santos, disputada neste domingo (17), no Morro do Pacheco.

Os brasileiros não deram chances aos pilotos estrangeiros e garantiram as oito vagas para a semifinal, também disputada neste domingo (17). Na grande decisão com apenas quatro atletas, ficaram fora o bicampeão Wallace Miranda (2008 e 2009) e o campeão de 2018 Gabriel Giovannini. Mas o dia aguardava outra surpresa. O vencedor parecia ser Lucas Borba, que cravou 57s568, mas a vitória ficou com Félix, o último a descer e fechar em 57s565.

"Nem sei o que falar, estou emocionado demais; coloquei meu nome na história dessa prova. Todos sabem como é difícil ser atleta, conseguir patrocínio e apoio. Agradeço a todos que ajudaram. A prova em Santos é a que eu mais espero”, disse o vencedor, com dificuldade e lágrimas nos olhos.

Participaram 80 pilotos de cinco países, que enfrentaram 514 degraus distribuídos em uma pista de 600 metros. O desnível do trajeto é de 143 metros, o equivalente a um prédio de 45 andares.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa marcou presença e destacou a projeção da Cidade. "Essa prova projeta Santos para o mundo, mostra nossa vocação esportiva”, disse ele, referindo-se à transmissão da prova para 250 países pelo programa Esporte Espetacular, da TV Globo. “Participaram atletas de todo o Brasil e do exterior. É importante destacar o envolvimento dos moradores já que muitos trabalham no evento, o que acaba gerando renda na comunidade".

 

Comerciantes faturam

A descida das escadas de Santos foi realizada pelo terceiro ano seguido no Morro do Pacheco. Além dos treinos no sábado e a prova neste domingo, a movimentação em torno do downhill se estende por vários dias. Antes da competição envolve a montagem da pista e estrutura para o evento; posteriormente, a desmontagem.

No comércio, 20 estabelecimentos são beneficiados com o movimento. Lenilda Silva, 34 anos, trabalha em uma das padarias da comunidade. "É uma semana que não tem comparação com o restante do ano. Vem muita gente e de vários lugares, inclusive os pilotos; alguns a gente nem entende a língua. O faturamento aumenta muito, chegar a dobrar".

Francisco Nobre, 51, é proprietário de um bar e restaurante. "Nos domingos costumo vender uns 30 pratos de churrasco, hoje uns 100, é muito bom. Trabalhamos em quatro pessoas, hoje em oito. Isso não é só aqui, nos outros comércios também. Por causa disso ganhei novos clientes aqui de Santos mesmo que nos conheceram acabaram voltando durante o ano", explicou sem tirar os olhos da churrasqueira.

 

COMUNIDADE

O projeto Sou Consciente coleta resíduos sólidos recicláveis, gerando renda para o Instituto Amigos do Pacheco, ONG criada pelo evento em parceria com moradores para realizar melhorias no morro.
Além disso foram realizados dois concursos paralelos à corrida: Arte nas Escadas, com sete artistas plásticos que coloriram 60 painéis distribuídos no Pacheco; e Garota Downhill.

A 17ª Descida das Escadas de Santos teve patrocínio da Decolar.com, Bradesco, Motorola, Shimano, Riachuelo, Lorenzetti, Ecovias, Yamaha e Marata, Gelog, Porto de Santos e contou com o apoio da Prefeitura, Instituto Amigos do Pacheco, Ministério do Esporte e Governo do Estado de São Paulo. A idealização é da Confederação Brasileira de Mountain Bike (CBMTB).

 

Foto: Isabela Carrari

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.