Conteúdo

Exposições no Miss exibem facetas do universo feminino

9 de março de 2019
14h 32

O talento de duas jovens toma conta do Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), com exposições que celebram o Dia Internacional da Mulher. As mostras das fotógrafas Petyta Reis e Bia Silva foram abertas na noite desta sexta-feira (8) e podem ser conferidas pelo público até o dia 5 de abril. As duas juntaram suas obras, exibindo imagens que abordam temas como a violência contra a mulher e a depressão.

A educadora e estudante de audiovisual Petyta apresenta Pedaços que Ninguém Vê, projeto fotográfico realizado em 2016, que relata a depressão por meio da fotografia. “Acredito que muita gente vai se identificar com o tema. É algo que ninguém quer passar, mas é um assunto que precisa ser falado”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a depressão afeta mais de 350 milhões de pessoas e, mesmo com números tão altos, ainda há muito preconceito na sociedade.

Já Bia lança seu olhar para a cotidiana agressão contra a mulher em Laésio, uma derivação do latim “laesio”, que significa lesão.

Momentos antes da abertura da exposição, Bia definiu o que o seu trabalho e o Dia Internacional da Mulher significavam para ela. “Resistência. Acredito que os anos vão se passando e nós, mulheres, estamos ficando cada dia mais fortes. Espero que o público possa entender esta mensagem”.

As obras podem ser conferidas pelo público gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h. O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). A mostra ainda traz uma videoinstalação.

 

Foto: Raimundo Rosa