Conteúdo

Crianças atendidas por projetos sociais emocionam público do evento Destinação Criança

6 de novembro de 2018
22h 36
Bailarinas se apresentam no palco. Elas fazem uma coreografia. Uma deles está saltando e está no ar. #Pracegover

As mãozinhas e pezinhos das bailarinas encantavam com seus movimentos leves e graciosos. O som das cordas dos violões ecoava pelo teatro e emocionava o público. Cadeiras de rodas deslizavam pelo palco. Música, dança, movimentos sincronizados, alegria e muitos aplausos marcaram a terceira edição do evento Destinação Criança, que foi realizado na noite desta terça-feira (6), no Teatro Municipal Braz Cubas. 

Participaram das apresentações em torno de 400 crianças e adolescentes atendidas em 16 projetos sociais já financiados pelo Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). O evento é uma forma de sensibilizar o público a contribuir com o financiamento de novos projetos, além de prestar contas para aqueles que já colaboram.

O resultado do financiamento aos projetos não ficou evidente apenas nas exibições sob os holofotes, mas no depoimento de pessoas que atuam em programas sociais. Karina Nishi é voluntária do projeto Esculpir há dois anos. Para ela, a maior gratificação é a oportunidade transformar a realidade de crianças e adolescentes que vivem em regiões mais vulneráveis. "Quando comecei a trabalhar no projeto, não tinha noção da difícil realidade pela qual muitas crianças passam e acabei me envolvendo bastante. Fico muito feliz em poder ajudar a melhorar a realidade delas".

Jonathan de Matos Maciel, 13 anos, saiu animado de sua apresentação junto com o grupo de violão do projeto Esculpir. "Faço aulas de violão no projeto há sete meses e adoro. Quero ser violonista quando crescer".

A solenidade contou com apresentações de capoeira, dança de rua, maracatu, dança em cadeira de rodas, violão, balé, dança afro, e coreografias de entidades como Centro de Aprendizagem e Mobilização Profissional e Social (Camps), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae),  Fundação Settaport, Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social, Núcleo de Reabilitação do Excepcional São Vicente de Paulo (Nurex), Arcanja Rafael, Tia Egle, Associação Lêda, UACEP, Afrosan, CAF-CM, entre outras.

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Edmir Nascimento, reforçou a importância da participação da comunidade. “Por meio desses projetos financiados pela própria sociedade, podemos assegurar que crianças e adolescentes, muitas em situação de vulnerabilidade, tenham seus direitos preservados”. 

Para o secretario de Desenvolvimento Social da Prefeitura, Flávio Jordão, “o objetivo é mostrar com toda a transparência que vale a pena fazer a destinação por meio do programa e que as iniciativas contempladas são capazes de mudar a realidade de muitas famílias

 

 

 

PROJETOS CONTEMPLADOS PARA O FINANCIAMENTO EM 2018

 

Culturando - Cultura, esporte e cidadania ao alcance das crianças e adolescentes

Associação Beneficente Mãos Entrelaçadas - R$ 199.880,00

Bem na Foto: Vitae Domini

Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social - R$ 290.804,00

Colibri - Entrelaçando Escola e Comunidade

União de Amparo à Comunidade de Escolas Públicas - R$ 299.680,00

 

Clique aqui para fazer sua doação. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail cmdca@santos.sp.gov.br ou pelo telefone 3271-2377.

 

Fotos: Raimundo Rosa

 

Galeria de Imagens

Crianças estão sob o palco se apresentando. #Pracegover
Jovens apresentam musica o palco. Eles tocam instrumentos como guitarra e bateria. #Pracegover
Galeria de fotos afixadas em parede no Centro de Cultura Patrícia Galvão. #Pracegover
Apresentação musical no foyer do teatro. #Pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.