Conteúdo

Alunos apresentam softwares em feira de tecnologia

19 de outubro de 2018
18h 10
Estudante está diante de uma mesa apresentando peças para outros alunos. Ela está vestindo um aventada e segurando uma peça. Os alunos observam atentos. #Pracegover

Alunos da rede municipal, participantes do programa de jornada ampliada Escola Total, fizeram, nesta sexta-feira (19), no Teatro Guarany (Centro), durante a 4ª Feira de Ciências, Inovação e Tecnologia (Fecit), apresentações interativas com jogos e animações programados por eles com o software livre e gratuito scratch, que utiliza blocos (elementos de construção dos programas) e itens de som e imagens. Além disso, o evento contou com 'Roda Viva de Conversa' entre educadores e os especialistas em educação e tecnologia Flávio Campos, Paloma Epprechet, Pedro Cunha e Fernando Veiga.  

Oitocentos alunos do ensino fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos) inscreveram-se para participar e 18 deles, distribuídos em cinco grupos, das escolas Dos Andradas II, Maria de Lourdes Borges Bernal, Demóstenes Britto e José Carlos de Azevedo Júnior, foram selecionados por um júri interno para atuar na Fecit. A iniciativa teve a supervisão da Seção Núcleo Tecnológico (Senutec) da Secretaria de Educação e atuação dos Professores Orientadores de Informática Educativa.

As alunas da escola Dos Andradas II, Yasmin Lima de Oliveira, Isabelly Laís Diniz de Oliveira, Júlia Cosme da Silva e Maria Clara Ribeiro, todas com 10 anos, fotografaram-se e transformaram-se em personagens do próprio jogo que idealizaram, o 'Caça ao Tesouro na Escola'. “São seis fases e, a cada uma que avança, o jogador conhece uma parte da nossa escola. O tesouro é o conhecimento”, explicou Yasmin.

O resultado dos primeiros três colocados será anunciado dia 30 de outubro, às 14h, no auditório da Seduc. Todos os participantes receberão troféus e viagem para um parque temático.

 

JOVENS E ADULTOS

A partir de uma imagem no Google Maps, estudantes da EJA da escola Leonardo Nunes construíram uma maquete com semáforo aberto e fechado. Já a Dino Bueno também mostrou maquete de material reciclável de uma cidade com pista e acendimento de luzes nos prédios. Os trabalhos foram feitos dentro do projeto Box Maker, realizado em horário anterior às aulas regulares da EJA.

 

 

Foto: Raimundo Rosa

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.