Conteúdo

Prefeitura executa estaqueamento de novo pontilhão no São Jorge

31 de janeiro de 2017
13h 03

A Prefeitura está realizando estaqueamento do pontilhão que permitirá a passagem de carros, bicicletas e pedestres da Avenida Eleonor Roosevelt para a Avenida Francisco Ferreira Canto, próximo à Avenida Nossa Senhora de Fátima, na Zona Noroeste. O termino do serviço está previsto para a próxima semana.

Um total de 40 estacas estão sendo cravadas para sustentar a ponte, que terá 32,5 metros de largura por 11 metros de comprimento. Após o estaqueamento será preparada a base, instaladas as lajes pré-moldadas e feita a concretagem. Completam o serviço a pavimentação e sinalização dos locais. A estrutura moderna tem capacidade para suportar 45 toneladas.

Os serviços integram as obras de implantação das ciclovias da Avenida Jovino de Melo, pista de 1.550 metros de extensão, com 55% dos serviços prontos, e da Eleonor Roosevelt (780 metros), 95% concluída. Trata-se de um investimento total de R$ 5,9 milhões, recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Balneárias (Dade).

Rotatória

Na sequência será feito o estaqueamento de outras três pontes, com o objetivo de melhorar a fluidez do trânsito nas proximidades. Todas servirão para travessia de pedestres, veículos e bicicletas. A da Avenida Jovino de Melo, junto à Praça Júlio Dantas e Nossa Senhora de Fátima, vai funcionar como uma rotatória.

“As outras duas serão construídas nas proximidades da Rua Eng. Gercino Hugo Capareli com a Avenida Francisco Ferreira Canto, e no final da Jovino de Melo, na confluência com a Avenida Hugo Maia, duplicando o pontilhão já existente”, diz o engenheiro Nilson Barreiro, da Secretaria de Infraestrutura e Edificações.

Corredor de ônibus

As intervenções são importantes porque a Avenida Jovino de Melo está sendo totalmente remodelada. Vai ser transformada em um dos corredores de ônibus da primeira etapa de obras da entrada da Cidade. Servirá de ligação com a Rua Zelnor Paiva Magalhães (continuação da Rua Julia Ferreira), por meio da futura Avenida Beira Rio. 


Foto: Rogério Bomfim