Conteúdo

Representantes de cidades criativas brasileiras preparam projetos para conferência da Unesco em Santos

25 de janeiro de 2020
18h 18

Representantes de cidades criativas brasileiras vistam Santos neste fim de semana e conhecem espaços como o Museu Pelé, Arcos do Valongo, Parque Municipal Roberto Mário Santini e Casa da Frontaria Azulejada, que recebem no próximo mês de julho, entre os dias 13 e 17, a 14ª Conferência Anual da Rede de Cidades Criativas da Unesco.  Ao todo, a rede mundial abrange 246 municípios de inúmeras nacionalidades, sendo que o Brasil, incluindo Santos, criativa em cinema desde 2015, tem dez cidades com o selo.

O prefeito de Paraty (RJ), Luciano Vidal, falou da expectativa para julho e contou estar muito contente por voltar a Santos e conhecer um pouco da infraestrutura que será utilizada para a Conferência, que será realizada pela primeira vez na América Latina.

“Temos o título de cidade criativa em gastronomia e somos patrimônio mundial. Estamos aqui para contribuir com o evento principalmente nas questões ligadas à nossa culinária local. Para que possamos trocar experiências, fortalecendo nosso elo não só com Santos, mas com todas as cidades que estão voltadas à criatividade. Já estive em Santos três vezes. Estamos visitando os espaços que serão utilizados no evento e são muito bons. Planos, prédios grandes, que podem receber programações de grande porte”.

Superintendente de Turismo de Florianópolis (SC), Vinícius de Luca Filho também falou dos projetos de sua cidade para o evento internacional. “Nossa expectativa para julho é a melhor possível. A rede da Unesco congrega cidades que são destaque em suas áreas relacionadas à economia criativa. Por isso as cidades criativas brasileiras, nos mais diversos segmentos, têm conversado para que o evento, sob a coordenação de Santos, seja o melhor possível. Florianópolis é criativa na área da gastronomia e vamos colaborar trazendo um pouco do que temos por lá, como nossa ostra e tainha, preparadas por chefs renomados. Queremos mostrar para o mundo o que temos de criativo aqui no Brasil”.

Fortaleza, recém-chegada à rede da Unesco, com a chancela obtida no último mês de novembro, na área de design, destaca o desafio e as oportunidades de participar de um evento ao lado de cidades criativas das mais variadas nacionalidades e vocações. “Queremos mostrar a razão de termos sido escolhidos. Qual o nosso diferencial. Mas também queremos integrar o trabalho que estamos fazendo com outras cidades do Brasil e do mundo, conhecendo as experiências não só no nosso segmento, mas também nas outras áreas, como o cinema aqui em Santos, aprendendo como podemos fazer mais juntos”, disse a secretária executiva de Cultura, Paola Braga de Medeiros.

Curitiba abordará o design. “Ainda não sabemos exatamente como traremos esse conceito do design urbano para Santos. Somos uma cidade em que. devido a inúmeros fatores, se desenvolveram vários talentos. Queremos colaborar com esse evento, que é tão importante para a economia do futuro”, disse o relações internacionais Guilherme Zuchetti.

O secretário de Governo de Santos, Rogério Santos, recebeu os convidados em reunião realizada no Hotel Bourbon, no Gonzaga, e falou da vocação criativa do município. “Somos uma cidade criativa em vários aspectos. O cinema, área em que temos o selo da Unesco, é um dos destaques. Mas a criatividade sempre foi uma característica santista em várias áreas, e o que fazemos pela Prefeitura é criar possibilidades para que ela seja cada vez mais desenvolvida, proporcionando qualificação profissional, geração de renda, inclusão social e revitalização urbana”.  

Também participa da visita autoridade de João Pessoa (PB), que marca presença na noite deste sábado (25), ao lado dos demais integrantes da comitiva, no Mendes Convention Center (Av. Gen. Francisco Glicério, 206, Gonzaga), que recebe o Baile Oficial da Cidade, que integra a programação do aniversário de 474 anos do município.

 

Rede Criativa no Brasil

A Rede Criativa mundial abrange sete áreas: Artesanato e Artes Populares, Artes Midiáticas (Tecnologia), Filme (Cinema), Design, Gastronomia, Literatura e Música. Santos integra o grupo desde 2015, na categoria Cinema. As cidades visitantes deste fim de semana representam os segmentos de gastronomia (Florianópolis, Belo Horizonte e Paraty), design (Fortaleza e Curitiba), música (Salvador) e artesanato e artes populares (João Pessoa). Ao todo são dez cidades criativas no Brasil, com Brasília (design) e Belém (gastronomia).

         

Seleção de Santos como sede

A decisão sobre Santos sediar a Conferência da Unesco ocorreu por meio de votação no mês de agosto de 2018, em Cracóvia, na Polônia, quando a Cidade concorreu com mais sete e venceu na final os municípios de Puebla (México) e Belém (PA). A proposta santista tem como tema ‘Criatividade, Caminho para a igualdade’.    No ano passado, com a participação de Santos, o evento foi realizado na cidade italiana de Fabriano.