Conteúdo
Notícias

Prefeitura soluciona problemas de alagamentos

Publicado: 2 de agosto de 2000
0h 00

Moradores da Rua René Baccarat, na Areia Branca, estavam em festa, ontem (2/8), com o início das obras da rede de drenagem executadas pela Prefeitura e empresa Termac. O motivo da alegria era para comemorar o fim dos alagamentos, provocados pelas chuvas, que nos últimos 20 anos causaram todo o tipo de prejuízos aos moradores. Cansados de a cada chuva forte terem suas casas invadidas pelas águas, construíram comportas para evitar a destruição dos móveis. Os serviços devem ser concluídos em 20 dias e, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (Sedurbam), a obra era necessária e prioritária da Coordenadoria Regional da Zona Noroeste, além de atender a uma reivindicação da comunidade do bairro. No local serão implantados 130 metros de rede de drenagem com tubulação de 60 centímetros de diâmetro. Esse trecho que será construído vai ligar a rede até a existente na Rua Valentim Bouças, percorrendo cerca de um quilômetro até chegar ao canal da Jovino de Melo. Além dos 130 metros de rede, o sistema terá três poços de visita e bocas-de-lobo nas ruas Valentim Bouças e Francisco Lourenço Gomes para maior vazão das águas, terminando com os alagamentos da René Baccarat. Opiniões Para os moradores, o fato de a Prefeitura atender ao apelo de todos foi uma vitória. "São 20 anos de espera. Muita gente acabou vendendo o imóvel quase de graça por não suportar mais as perdas de móveis e ver a casa destruída", lembrou Walmira Conceição Vitória, destacando que nos dias de chuva ninguém pode sair de casa, já que a água atinge um metro de altura. Não escondendo a alegria de ver um antigo problema começar a ser solucionado, as vizinhas Claudete Glemiana e Elizabete Neves da Conceição, lembraram que várias vezes acordaram, durante a madrugada, com água na altura da cama. "Perdi fogão e geladeira no último alagamento, em fevereiro. A água invadiu minha casa e meu marido, que dormia no sofá, quase morreu afogado", comentou Elizabete, confiante que não terá mais que conviver com esse tipo de problema. Para um dos moradores mais antigos da rua, Leonardo Bezerra de Menezes, os alagamentos começaram a partir do momento que a Rua Manoel Ferramenta, conhecida como Estradão, foi asfaltada e o nível ficou acima da René Baccarat. "A situação piorou ainda mais quando foi construído o muro do terreno do Estradão, que também impediu a passagem das águas".