Conteúdo

Parque Tecnológico de Santos é destaque durante a São Paulo Tech Week

27 de novembro de 2019
15h 27

O Parque Tecnológico de Santos e casos de sucesso de empresas santistas de tecnologia foram destaque na 5ª edição da São Paulo Tech Week 2019, evento que é realizado até o próximo dia 29 pela Prefeitura da Capital e considerado um dos maiores festivais de inovação e tecnologia do mundo.  Durante toda esta terça-feira (26), painéis e apresentações divulgaram o Município para empresários das áreas de logística, transporte, porto e comércio exterior.

Em parceria com o Sebrae-SP, a Fundação Parque Tecnológico de Santos elaborou um dia inteiro de atividades para apresentar o ecossistema de inovação da Cidade. Uma das principais foi o painel ‘Parque Tecnológico de Santos – HUB de Inovação’, com Claudia Maria Sodero Salles, diretora de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura, e José Antonio Oliveira de Rezende, diretor-técnico da FPTS.

“Teremos um hub de tecnologia no Parque Tecnológico, com implantação e início no ano que vem. Será um núcleo de várias empresas reunidas, grandes, pequenas e startups. Seguindo modelos de êxito em São Paulo como o Cubo Itaú, o maior centro de empreendedorismo tecnológico da América Latina, e o Inovabra, plataforma digital que conecta startups a oportunidades de negócios com o Bradesco e empresas parceiras”, explicou Rezende aos participantes.

Segundo ele, assim como esses dois hubs de São Paulo, que contam com muitas empresas sem relação com o setor bancário, a ideia é de que o hub santista siga o mesmo exemplo. Outra importante participação foi a de Arley Duque, gerente de Transformação Digital para Portos e Terminais da VLI, empresa instalada em Santos e que oferece soluções logísticas para integrar portos, ferrovias e terminais.

Durante o painel ‘Transformação Digital – Roadmap e cases da VLI nos Portos’, o especialista falou sobre a dinâmica e necessidades da empresa, que podem vir a ser solucionadas por empresas e startups do Parque Tecnológico de Santos. “Poder contar com um parque de inovação local próximo nos traz novas possibilidades e caminhos para solucionar nossos problemas, buscando novos parceiros. A VLI não está restrita a grandes empresas, o que ela quer é resolver suas dores. Bem estruturadas, as startups são muito ágeis e tempo para a gente é muito importante”.

De acordo com Duque, está no DNA do santista entender as implicações de se ter um porto próximo, o que é um diferencial. “Ele conhece a rotina, a movimentação de caminhões e navios, consegue enxergar de forma diferente o impacto que possíveis soluções podem gerar na sociedade”. Também participaram da programação Roberto Paveck Pinheiro, gerente de Planejamento Logístico da Codesp, e Mariano Bovi, gerente de Projeto do TES - Terminal Exportador de Santos, que falaram sobre ‘Porto de Santos – Um mar de oportunidades’, apresentando as principais demandas do setor na área de tecnologia.

Representantes de empresas santistas de tecnologia apresentaram cases de sucesso como a CargoSnap, reconhecida pela São Paulo Tech Week como uma das melhores ideias no Brasil para rastreabilidade de cargas, a T2S, que apresentou o case ‘Os Desafios de integrar sistemas no complexo ambiente da logística portuária’, iPort Solutions, abordando o tema ‘Monitoramento de Cargas com Lacres Eletrônicos’, e a ModalGR, que levou aos participantes o case ‘WMS - Gerenciamento Inteligente de Armazém e Automação com Ponte Rolante”.

Nova sede

A Fundação Parque Tecnológico de Santos foi criada para promover a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação tecnológica na Cidade e Baixada Santista e estimular a cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas.

Para se consolidar como referência para startups que irão trabalhar na solução e desenvolvimento de projetos voltados à tecnologia e à economia criativa, a FPTS ganhará uma nova sede, com previsão de que esteja pronta no próximo mês de dezembro. Fica na esquina das ruas Constituição e Henrique Porchat, na Vila Nova, e a obra está avaliada em R$ 11,9 milhões, sendo responsabilidade da Ecoporto, por meio de termo de medidas compensatórias (Trimmc).

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.