Conteúdo

''Meu coração é metade grego, metade santista'', diz filho de imigrante em Santos

29 de setembro de 2019
19h 57

Augusto Cesar Vassilopoulos é apaixonado pela Grécia. Filho de mãe grega, que instalou-se definitivamente em Santos há 20 anos, nasceu em São Paulo, mas mantém forte relação com a cultura daquele país e hoje dá aulas de história da arte e de danças típicas. Aos 47 anos, o professor sente-se dividido. ''Meu coração é metade grego, metade santista'', brinca. E no 1º Festival do Imigrante, que será realizado no Centro Histórico de Santos entre os dias 4 e 6 de outubro, ele poderá estreitar ainda mais sua relação com a comunidade, marcada pela alegria.

''Os gregos adoram dançar. Em qualquer festa. São alegres, se expressam com facilidade'', observa Vassilopoulos. A paixão pelas tradições daquele país fez com que se dedicasse a entender melhor a cultura e os hábitos gregos. Tanto é que coordena um grupo de danças típicas, o Grupo Apolo de Danças Gregas, e seu trabalho ajuda a difundir a prática. Em Santos, chegou a coordenar um dos grupos. Agora, dedica-se a realizar eventos e festas temáticas.

Para o professor, frequentar alguns locais da Cidade representa conferir mais de perto algumas influências gregas, principalmente na arquitetura. Ele cita como exemplo construções com enormes colunas, como a Bolsa do Café, e a estrutura de arco com vigas no canteiro central da Avenida Bartolomeu de Gusmão, próximo ao Aquário, local de apresentação das danças.

Grande parte dos imigrantes gregos veio para Santos após a Primeira Guerra Mundial, entre 1918 e 1924, para trabalhar como marinheiros e aduaneiros. Durante e depois da Segunda Guerra, cerca de três mil desembarcaram em Santos, São Vicente, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória (ES), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS).

 

FESTIVAL

 

A comunidade grega poderá conferir no domingo (6), às 13h, a apresentação do Grupo Apolo de Danças Gregas.  Fundado em 2000, o grupo é parceiro da Associação Helênica de Santos. Em 2016, transferiu sua sede para São Paulo. O coletivo já se apresentou nos mais importantes festivais de folclore e de danças étnicas do Brasil e participa de diversos eventos culturais, festas das nações, casamentos gregos e ações sociais. A programação do festival inclui ainda feira gastronômica com comidas típicas.

 

PERSONAGEM PORTUGUÊS

PERSONAGEM JAPONÊS

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.