Conteúdo

Festa do bom jesus proporcionará clima de alegria à ilha diana

4 de agosto de 2003
0h 00

O último reduto de caiçaras em Santos estará em festa a partir desta quarta-feira (6). Trata-se da comemoração da Festa do Bom Jesus da Ilha Diana, a segunda com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo (Setur). Representantes da Sociedade de Melhoramentos da Ilha Diana, Guarda Muncipal, Conselho Municipal das Entidades dos Bairros (Comeb), secretarias de Governo (SGO), Turismo (Setur) e de Economia e Finanças (Sefin), estiveram, segunda-feira (4), na sede da Setur definindo os últimos detalhes da festa. A edição do evento neste ano acontecerá em dois dias, quarta-feira (6) e sábado (9). A festa começa na quarta-feira, quando é celebrado o Dia de Bom Jesus, padroeiro local e também conhecido como Santos Antônio do Iguape. Será realizada uma missa, às 16 horas. Em seguida, as crianças das 44 famílias moradoras do local ganharão brinquedos oferecidos pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS) e ainda poderão se divertir com outras atividades. O evento irá até meia-noite, com muito peixe e churrasco. No segundo dia da festa, a procissão marítima envolvendo comunidade e visitantes marcará o início de mais um dia de comemorações, a partir das 9 horas. Depois, os amantes do futebol poderão acompanhar o tradicional torneio local, que terá início ao meio-dia. Logo depois, tem início o Festival da Culinária Caiçara. Das 20 horas até meia-noite haverá o Baile da Melhor Idade. A programação segue até 6 horas de domingo com o Baile de Encerramento com muito forró. Uma das novidades deste ano é a exposição e venda de artesanato local, feito pela moradora Therezinha de Lima. Os visitantes poderão conferir várias peças feitas de jornal, conchas, cascas de ostras e biscuit (porcelana fria). Outro detalhe é a decoração, escolhida a dedo para completar a festa. Logo ao chegar na Ilha Diana, pórticos feitos de bambu, tocheiros e muitas bandeirinhas darão um charme todo especial na recepção dos convidados. Para participar da festa, os visitantes pagam o preço simbólico de R$ 1,00. As barcas sairão da Alfândega, quarta-feira, a partir das 15 horas e, sábado, a partir das 8 horas. O presidente da Sociedade de Melhoramentos da Ilha Diana, Hélio de Oliveira França, convida a população para o evento. É uma boa oportunidade para conhecer a Ilha Diana e a culinária caiçara. HISTÓRICO A população de Ilha Diana considera Santo Antonio de Iguape o padroeiro do local, devido aos primeiros moradores, que vieram da desocupação da base aérea de Guarujá, serem naturais da cidade de Iguape. A imagem do Bom Jesus do Iguape foi feita em Portugal por encomenda de um senhor de engenho pernambucano, que teve sua embarcação atacada e afundada por piratas, sendo a imagem encontrada na Praia de Una por índios guaranis que tentaram transportá-la para Intanhaém. A versão popular cita que nesse momento ela adquiriu um peso fora do normal, foi quando eles a colocaram virada para o município de Iguape e seu peso diminuiu. Os pescadores ficaram sabendo e conduziram a imagem em uma rede até a Barra do Ribeira, depois para a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Neves, posteriormente levada para Iguape.