Conteúdo
Notícias

Centro de compostagem vai integrar concessão da limpeza e gestão dos resíduos de Santos

Publicado: 26 de novembro de 2021 - 19h44

Um Centro de Compostagem, com cerca de 1 mil m², será incorporado à proposta de modernização e ampliação dos serviços de limpeza urbana e gestão dos resíduos sólidos de Santos. A medida atende às manifestações recebidas durante a consulta pública sobre a concessão dos serviços, por meio de Parceria Público-Privada (PPP), e foi apresentada na noite desta sexta (26), em audiência promovida pela Prefeitura de Santos, na sede da OAB – também transmitida pela internet.

Do total de 113 sugestões e questionamentos apresentados por 52 pessoas/empresas/instituições, 21 (18%) foram relativas à inclusão da compostagem na proposta. Em seguida, os outros temas com mais manifestações foram educação ambiental (13) e separação de orgânicos (10). Ao todo, houve mais de 30 temas abordados, entre eles a instalação de contentores, ecopontos e cooperativas de reciclagem.

“Realizamos uma primeira audiência em 15 de outubro e iniciamos a consulta pública, que teve duração de 30 dias. Com base nas manifestações, ouvindo a sociedade, aprimoramos a proposta inicial e definimos novos incrementos operacionais”, explicou o secretário de Planejamento e Inovação de Santos, Fábio Ferraz, citando o trabalho conjunto com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), órgão vinculado à Universidade de São Paulo (USP) e responsável pela modelagem da concessão.

O Centro de Compostagem deverá ficar próximo à futura nova Estação de Transbordo, sendo abastecido com os resíduos das feiras-livres, do Mercado Municipal e dos serviços de podas de árvores, após coleta diferenciada das matérias orgânicas (frutas, legumes, galhos, folhas etc). O trabalho será integrado ao programa Composta Santos, da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), e o adubo resultado do processo biológico será usado nos jardins da orla e de praças da Cidade.

Outra novidade que passará a compor o edital é a análise gravimétrica dos resíduos coletados. O método classifica e pesa os materiais e permite identificar as características dos resíduos de cada área, como recicláveis, resíduos perigosos e lixo eletrônico, contribuindo para a definição das campanhas e políticas públicas.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Entre os destaques da proposta de concessão está a destinação de até R$ 1,2 milhão por ano em programas de educação ambiental e conscientização pública, além da criação de um Centro de Educação Ambiental, de 400 m², que ficará próximo à Unidade de Triagem de Resíduos e será voltado para exposições e apresentações, principalmente para crianças e jovens.

“Este ganho é importante porque vai propiciar um crescimento no trabalho de educação ambiental que já realizamos”, explica o secretário de Meio Ambiente, Márcio Paulo, destacando que as ações deverão ser realizadas em parceria com entidades e Ongs locais. As propostas têm como foco a não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos, com atuação junto às comunidades locais e formando monitores ambientais.

Também está prevista a intensificação nas áreas de difícil acesso sobre o correto uso dos pontos de acúmulo, horários e frequência de coleta, com palestras, campanhas, oficinas temáticas, teatros e panfletagens.

CONTENTORES

O secretário de Serviços Públicos, Wagner Ramos, enfatizou o aumento no número de contentores para armazenagem dos resíduos domiciliares, que atualmente é de 3.600 e passará para 7.700.

“Desta forma, vamos conseguir fazer um atendimento de forma mais exemplar em toda a Cidade. Os contentores beneficiam muito a zeladoria e a limpeza urbana, evitando que o lixo, em períodos de chuva forte, chegue às galerias pluviais e praias”.  

CONCESSÃO

Os principais objetivos da concessão dos serviços por meio da PPP são enquadrar o Município na Política Nacional dos Resíduos Sólidos e promover maior reintegração ambiental dos materiais coletados e melhorias na disposição final.

Para isso, também estão previstos incrementos operacionais como uma Unidade de Processamento de Resíduos da Construção Civil, rastreamento e monitoramento dos caminhões de coleta, sistema de atendimento ao usuário, recuperação do antigo Aterro da Alemoa, seis ecopontos e dois ecopontos volantes e 400 pontos de entrega voluntárias de recicláveis, entre outros. Mais informações: www.santos.sp.gov.br/pppresiduos .

Galeria de Imagens

Pessoas em auditório #paratodosverem
Audiência promovida pela Prefeitura de Santos, na sede da OAB
Foram 113 sugestões e questionamentos apresentados na audiência
contentor ao lado da calçada, na rua, e pessoa andando ao lado #paratodosverem
Número de contentores passará de 3.600 para 7.700
caixas do composta santos #paratodosverem
Centro de Compostagem será integrado no Programa Composta Santos