Conteúdo

Avenida Francisco Ferreira Canto é reurbanizada e duplicada

11 de junho de 2019
17h 01

A Avenida Francisco Ferreira Canto (São Jorge), um dos acessos para fazer a ligação entre as zonas Noroeste e Leste pelos morros, está passando por um processo de reurbanização. Os trabalhos consistem na duplicação da via a partir do portão do Jabaquara Atlético Clube e a construção de uma ciclovia.

Ao longo do canal está sendo implantada a pista exclusiva para ciclistas, com 540 metros, no lado da avenida que será aberta. A ciclovia fará a interligação com as pistas das avenidas Jovino de Melo, Eleanor Roosevelt e N. Sra. de Fátima. O projeto inclui novo paisagismo e reformulação do sistema de drenagem.  

Os trabalhos têm continuidade com construção do muro de contenção e acabamentos, depois será executada a laje para a ciclovia do lado esquerdo do canal, no sentido morro. Do lado direito do canal será feito o paisagismo com plantio de uma área de grama. A intervenção envolve a limpeza e manutenção do canal. 

Um dos objetivos da reurbanização da Avenida Ferreira Canto é promover acessibilidade ao longo dos 750 metros da pista. Para tanto, os passeios existentes estão sendo reconstruídos em concreto desempenado, no padrão Calçada para Todos. Cerca de 400 metros de passeios já estão prontos. 

“A demolição e reconstrução dos passeios está concentrada na calçada do lado do Jabaquara. O serviço já foi realizado no padrão de concreto desempenado, no trecho entre a Praça Júlio Dantas e o Jabaquara. Foi deixada uma faixa ao longo da guia onde será plantada grama”, diz o engenheiro Carlos Barros.

 

Obra vai melhorar a mobilidade no São Jorge

 

A Francisco Ferreira Canto começa na Praça Júlio Dantas, confluência com a Nossa Senhora de Fátima, onde foi implantada uma rotatória, e vai até o entroncamento com o Caminho São Jorge e a Rua Torquato Dias, subida do Morro Caneleira. É o acesso ao Morro Nova Cintra e à Zona Leste, que desemboca no bairro do Marapé. A reurbanização da via vai conferir fluidez ao trânsito e aumentar a segurança do tráfego. 

Atualmente, o motorista que sobe o morro precisa atravessar o pontilhão na direção da Rua Eng. Gercino Hugo Caparelli para trafegar pelo trecho da via em mão dupla, do lado do Jabaquara. Com a obra, poderá seguir pela pista sentido morro, até a confluência com a Torquato Dias, área que se tornará uma curva mais aberta. Além disso, serão construídos novos locais de travessia para pedestres sobre o canal e para embarque e desembarque.

A obra é supervisionada pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações. Os serviços devem ser concluídos em até um ano.

 

Foto: divulgação