Conteúdo

Festival da Juventude abre espaço para bandas da Cidade

13 de julho de 2015
15h 11

Com público diário de cerca de 4 mil pessoas, a Festa Inverno Santos 2015 teve, como destaque da semana, a primeira edição do Festival da Juventude, evento realizado pela Coordenadoria da Juventude de Santos, órgão ligado à Secretaria de Defesa da Cidadania (Secid), com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A iniciativa reúne 20 bandas da Cidade, de diversos estilos musicais, que apresentam trabalhos autorais.

“Todos os grupos são formados por artistas com idades entre 15 e 29 anos, e estão vinculados a alguma instituição de ensino. A ideia do festival nasceu de propostas apresentadas e discutidas junto à Coordenadoria”, explicou o coordenador da Juventude, Wellington Araújo.

Iniciado na última terça-feira (7), o concurso, com apresentações sempre de terça a quinta-feira, das 19 às 20h, e entrada franca, já recebeu shows dos conjuntos The Diou’s (rock alternativo), Garagem Erudita (clássico/pop/rock), Pitaia (MPB/Indie), Raiz de Ser (baião), Ways (rock), Fragmentes (rap), Qu4tro (reggae/rock), Helena (rock alternativo), Os Trovandistas (MPB) e Setor Central (rap).

“Estava difícil encontrar um festival de bandas na Cidade. Esta é uma oportunidade ótima para nós, que tocamos juntos há seis meses. Podemos nos apresentar para um bom público, em um palco grande e com equipamento profissional”, disse o vocalista e baixista da banda Qu4tro, Marlon "Gallo" Duarte.

Todas as performances são acompanhadas pelos jurados Danilo Nunes, José Simonian e DJ Mamute, artistas de destaque na música da região. “Acho o festival uma boa oportunidade para trabalhar com a juventude e desenvolver políticas públicas para ela. Nosso papel aqui não é propriamente de júri, mas sim de orientadores. Buscamos contribuir com o trabalho do grupo dando dicas”, explicou Danilo.

Simonian lembra da importância dos festival. “Esse evento veio para preencher um vazio que havia desde os tempos dos antigos festivais de música. Comecei tocando em um deles. Estou contente com o nível das apresentações e com a postura dos grupos, que estão abertos às orientações que estamos passando”.

Para Mamute, além do aprendizado, o prêmio é bastante atrativo. “Quem vencer vai se apresentar em eventos do calendário da Cidade. Esta é uma grande oportunidade para quem está começando”.

As nove melhores bandas do festival serão conhecidas no dia 2 de agosto, às 19h, no encerramento da Festa Inverno. Os conjuntos musicais voltam a participar de seletiva no dia 9 de agosto, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro), a partir das 17h. Haverá entrega de troféus para os três primeiros colocados do evento. O vencedor terá música gravada em estúdio e irá se apresentar em eventos oficiais.

A Festa Inverno 2015 ocorre no estacionamento externo do ginásio Arena Santos (Av. Rangel Pestana, 184, Vila Mathias). Funciona sempre de terça a quinta-feira, das 19 à 0h; nas sextas e sábados, das 18 à 0h; e nos domingos, das 18 às 23h. Programação sujeita a alteração. Entrada franca.

Aulas de dança agitam os sábados na Festa Inverno

Nas noites de sábado, a Festa Inverno 2015 oferece uma boa opção para quem gosta de zumba, dança de salão e outros ritmos. Nos intervalos da banda, os professores da dança da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Ricardo Andrade, Eric Ratto e Jimmy, entram em cena para animar o público com passos de diversos estilos musicais e sorteios de brindes. Neste fim de semana, cerca de 500 pessoas entraram no clima da dança.

“Fazemos os dois intervalos da banda, que neste sábado foi a Mix Brasil, levando alegria e entretenimento gratuito para a família. O comando é meu, que sou professor de dança de rua interativa e zumba; do Ratto, que dá aulas de zumba e ritmos; e do Jimmy, com a dança de salão e um sambinha pra galera esquentar. É o quarto ano que fazemos esta atividade na Festa Inverno, sempre com sucesso de público”, disse Ricardo Andrade.

A balconista Roberta de Moura, moradora de São Vicente, aprovou a iniciativa. “É a primeira vez que participo desta aula aqui no Festa Inverno. Adorei. Já havia participado da dança deles nas tendas de verão da orla, que são ótimas, mas muito concorridas”.

Foto: Ronaldo Andrade