Conteúdo

Decreto vai criar primeira unidade de conservação ambiental da Cidade

28 de setembro de 2017
11h 34

Em uma área de 52 mil metros quadrados do corredor verde localizado no maciço montanhoso de Santos – no Morro Cachoeira, entre o Morro Nova Cintra e os bairros São Jorge e Caneleira – será criado o Parque Natural Municipal Engenho São Jorge dos Erasmos, a primeira unidade de conservação ambiental da Cidade.

O objetivo é gerar maior proteção a este trecho de Mata Atlântica, que abriga mais de 100 espécies da vegetação e 87 de aves. O decreto para conceber a unidade ecológica será assinado nesta sexta-feira (29), às 11h, no Salão Nobre do Paço Municipal.

Com novas regras para acesso, o local terá visitação controlada, destinada a turismo monitorado, pesquisas e projetos educacionais. A fiscalização seguirá a cargo da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), com apoio de agentes do programa Litoral Sustentável, do Governo do Estado.

Segundo a bióloga Sandra Regina Pivelli, da Semam, a área protegida contém árvores como a suinã, com folhas de coloração avermelhada que atraem beija-flores, e a camboatã, cujo fruto é apreciado por diversos pássaros.

Fauna

Já a fauna inclui aves como tiê-sangue e saíra-sapucaia, existentes apenas na região e que têm papel importante na conservação florestal, uma vez que são distribuidoras de sementes, eliminadas por meio das fezes.

De acordo com Sandra, o ecossistema em questão é fundamental inclusive para animais vindos de outros lugares. “Há espécies ameaçadas, como o gavião asa-de-telha e o gavião-pombo, que sobrevoam a área em busca de alimento”.

Foto: Susan Hortas